“Escrava Mãe” Resumo dos Próximos Capítulos

“Escrava Mãe” Resumo dos Próximos Capítulos

Escrava Mãe. Saiba mais sobre a novela da Record “Escrava Mãe” e confira o resumo dos próximos capítulos: um navio negreiro navega em direção ao Brasil trazendo mulheres e homens capturados na África, que aqui serão vendidos como escravos. Entre eles, está Luena, que é abusada sexualmente pelo feitor Osório durante o trajeto. Ao chegar ao Brasil, Luena dá a luz a Juliana, mas morre logo após o parto. Juliana é então, criada pela família do Coronel Custódio Avelar como serva familiar, trabalhando em um engenho chamado, “Engenho do Sol”. O português Miguel, ao chegar ao engenho, se apaixona por Juliana, mas para viverem esse amor vão ter que enfrentar as armações do Comendador Almeida, filho do Coronel Custódio que se apaixonou pela bela escrava; e de Maria Isabel que vai se encantar por Miguel. … … ler a sinopse completa

Algumas histórias são tão marcantes que atravessam gerações. É o caso de A Escrava Isaura, obra de Bernardo Guimarães. A trajetória da escrava de pele clara que vivera perseguida pelo obcecado senhor Leôncio ganhou o mundo pelas páginas e telas, tornando-se uma das mais conhecidas tramas brasileiras.

Mas toda história tem um começo. E nada disso aconteceria sem os personagens e enredos de Escrava Mãe, novela de Gustavo Reiz, livremente inspirada no clássico literário. A história inicia-se em 1789, na região de Angola, na África, principal mercado abastecedor de escravos para as plantações de cana-de-açúcar do Brasil. É de lá que são trazidos os africanos Kamau e Luena, a bordo de um navio negreiro. Ao chegarem em solo brasileiro, os dois conseguem fugir e recomeçam suas vidas em liberdade, mas sempre assombrados pelo terror da escravidão.

Quando uma nova vida se anuncia, Luena frustra-se ao notar a pele mais clara da filha: aquela criança era fruto da violência que sofrera durante a travessia do oceano. Os mesmos homens que invadiram a tribo na África, comandados pelo vilão Osório, retornam para buscar a “mercadoria” que haviam perdido. Luena morre ao dar à luz, mas consegue entregar o bebê ao menino Sapião (Sidney Santiago), que foge desesperadamente enquanto Kamau é aprisionado, prometendo um dia voltar para buscar aquela criança, a quem considerava sua filha.

Sapião é acolhido numa grande fazenda açucareira, a Engenho do Sol, e a menina, que ganha o nome de Juliana, será criada com Teresa e Maria Isabel, filhas do coronel Custódio e dona Beatrice Avelar. Se aquele momento já representava uma mudança brusca na vida de Juliana, sua história seria ainda mais repleta de reviravoltas e emoções. Ao completar 18 anos, Juliana conhece a verdade sobre seu passado, revelado por Tia Joaquina. Grande amiga da sinhá Teresa, de quem sempre fora mucama, Juliana fica completamente perdida ao saber que era fruto de uma violência. Jura a si mesma que jamais deixaria um homem branco tocá-la. E é num momento de desespero que ela conhece o jovem português Miguel, um viajante em busca de trabalho na Vila de São Salvador.

No tão marcante ano de 1808, quando a corte portuguesa se transfere para o solo brasileiro, a Vila de São Salvador vivia um momento próspero, sendo bastante beneficiada pelo ótimo desempenho da cultura da cana-de-açúcar. Além de aumentar o poder dos senhores de engenho, isso também atraía bastante gente para a região, em busca de melhores condições de vida. Mas a verdade era que Miguel buscava respostas para um grande mistério que envolvia a morte de seus pais.

O rapaz será o grande amor da vida de Juliana, mas também despertará o interesse de Maria Isabel, a filha do coronel Custódio, que nunca se conformara com o tratamento diferenciado que a escrava recebia. Contando com a fiel e sarcástica mucama Esméria, Maria Isabel não medirá esforços para prejudicar Juliana, jamais aceitando ser afrontada por uma escrava. Como se não bastasse a perseguição da sinhá, Juliana também enfrentará um obstáculo muito poderoso, o Comendador Almeida.

Ao casar com Teresa por um arranjo que tiraria sua família da ruína financeira, Almeida se torna o novo senhor da Engenho do Sol e reacende uma rivalidade histórica com a família do coronel Quintiliano Gomes, dono da fazenda Doces Campos. Guilherme, filho deste poderoso senhor, correspondia-se às escondidas com Teresa, que também o amava, apesar da inimizade entre seus pais. O casamento de Teresa e Almeida marcará o reinício de uma guerra entre as famílias mais poderosas da região e uma fase terrível na vida de Juliana, pois seu novo senhor ficará completamente obcecado por ela.

Juntos, Juliana e Miguel viverão uma intensa e movimentada história de amor, enfrentando inimigos poderosos e obstáculos aparentemente intransponíveis, como o preconceito de uma época que vive à sombra da escravidão. Além de uma trama central forte e emocionante, Escrava Mãe conta com outras histórias de amor, aventura, suspense e comédia.

A pensão Jardineira, taverna liderada por Rosalinda, é o ponto de encontro dos homens do lugar. Por conta disso, um assunto recorrente na Vila é a histórica rivalidade entre Rosalinda e dona Urraca de Almeida, mãe do comendador Almeida. D. Urraca sempre se nomeara a defensora da tradição e dos bons costumes, criticando abertamente o comportamento da inimiga e suas florzinhas, Dália, Petúnia e Violeta, que vivem com ela na taverna. A guerra entre as duas geralmente é aplacada pelo capitão Loreto, chefe da guarda e responsável por manter a ordem na colônia.

Num período em que a circulação de informações e novas ideias poderiam representar uma ameaça à Coroa, quem também se torna um problema para o capitão é o professor Átila. Determinado a criar um jornal na Vila e espalhar suas ideias abolicionistas, o escritor desperta o interesse de muitos jovens, como a sinhazinha Filipa, filha do coronel Quintiliano Gomes. Não satisfeita com a realidade das mulheres da época, ela está à frente de seu tempo e não se conforma com o tratamento dado aos escravos. Lutará pela igualdade e tomará para si a missão de descobrir um mistério que rondava a morte de sua mãe.

Com um minucioso trabalho de pesquisa, a vida dos escravos na época colonial é retratada ressaltando a trajetória dos homens e mulheres que contribuíram para a construção de nosso país. A herança cultural, os sonhos, os medos, os anseios por liberdade, o ódio contra a dominação e os dois lados do processo de exploração são alguns dos temas abordados ao longo de toda a trama por meio de personagens como Juliana, Tia Joaquina, Esméria, Catarina, Sapião, Tito Pardo, entre outros. Além de entreter e emocionar, Escrava Mãe é uma novela que traz à tona assuntos importantes sobre a construção do nosso povo, mostrando que relações bonitas e verdadeiras também podem surgir nos momentos mais turbulentos. E as histórias que atravessam o tempo, como o amor de Juliana e Miguel por sua filha Isaura, merecem ser contadas desde o início.

Fechar Sinopse

Escrava Mãe resumo dos próximos capítulos. Leia o resumo semanal da novela

Confira o resumo da novela Escrava Mãe e fique por dentro dos próximos capítulos

SEG TER QUA QUI SEX
21
09
22
09
23
09
24
09
25
09
28
09
29
09
30
09
01
10
02
10



Segunda-Feira, 21 de Setembro

Capítulo 25: Juliana caminha em direção à casa de Tia Joaquina. Alguns instantes alguém se aproxima, rapidamente, como se corresse na direção dela.

Juliana se assusta e, antes que possa gritar, tem a boca tampada. É Osório.

Juliana está apavorada, ainda agarrada por Osório. Ela tenta se desvencilhar, mas ele continua com as mãos em sua boca.

Juliana tenta escapar e consegue tirar a mão de Osório de sua boca. Tito Pardo acerta um soco em Osório que parte para cima de Tito Pardo com o facão, mas Tito Pardo dá um chute de capoeira na mão de Osório e o facão voa longe.

Miguel atrás das grades. Irani e Nestor do outro lado com Loreto.

Há um pote de comida com Miguel, que foi entregue por Irani. Miguel tira a camisa e mostra as marcas nas costas.

Loreto e Irani se assustam. Nestor observa, contido.

Maria Isabel e Petúnia chegam de carruagem, exaustas, diante de um belo sobrado. Elas estão com roupas trocadas; Maria Isabel com roupas mais simples e Petúnia com roupas de sinhá.

Juliana visita Miguel. Osório caminha na mata, até que se detém ao ver o soldado e mais dois homens num local ermo.

Um deles está cavando por ali, exausto. Alguns instantes e eles ouvem o barulho da pá batendo em algo.

O outro homem continua cavando. O soldado cava também.

Eles acham um pequeno baú antigo. 17062016cap14.

Terça-Feira, 22 de Setembro

Capítulo 26: Miguel continua tenso dentro da cela. O soldado está dormindo com a chave da cela em cima da mesa.

Osório observa os soldados desenterrando um pequeno baú. Ele se aproxima rapidamente.

Osório golpeia os dois soldados com a pá, pega o baú e sai correndo. O baú que estava enterrado está aberto sobre a mesa de Quintiliano.

Não é revelado o que está dentro, mas o coronel observa, concentrado. Osório sai e Quintiliano permanece ali, observando o baú.

Alguns instantes e ele tira um amarrado com cartas antigas de dentro. Quintiliano com o baú nas mãos olha para os lados, desce as escadas cuidadosamente.

Ele pega a chave do bolso, abre a porta e entra rapidamente. Almeida deita Teresa na cama, carinhosamente.

Ele beija sua testa e se levanta. Teresa permanece ali, de olhos fechados, até que percebe Almeida abrir a porta do quarto.

Almeida já puxa a roupa de Esméria, rasgando e revelando seu corpo. Alguns instantes e ele já avança sobre ela, beijando-a calorosamente e jogando-a sobre a mesa.

Teresa parece triste, olhando-se no espelho, vestida com uma bela camisola. Juliana está no canavial, junto a outros escravos, todos com facões nas mãos.

Alguns escravos a estranham ali, mas ela se mantém firme. Juliana continua no canavial, cortando a cana com força, enquanto os trabalhadores continuam cantando.

Juliana cai no canavial, com a perna sangrando, próxima a uma cobra venenosa.

Quarta-Feira, 23 de Setembro

Capítulo 27: Tito Pardo procura por Juliana. Almeida está furioso e tenta pegar a carta da boca de Sapião.

Almeida procura por Juliana e Esméria diz que ela tentou fugir. Loreto continua a busca por Miguel, que conseguiu fugir.

Quintiliano sugere que Guilherme fuja para a corte e Guilherme diz que não é foragido. Beatrice visita Quintiliano.

Átila recusa a proposta de emprego de Tomás. Tito Pardo encontra Juliana desmaiada e ferida por uma cobra e grita por Zé Leão.

Tia Joaquina e Bá Teixeira conversam sobre a ruindade do coronel Almeida. Beatrice pede desculpas a Quintiliano e avisa que não poderá fazer nada contra a denúncia feita por Almeida.

Tito Pardo entra na casa de Tia Joaquina com Juliana nos braços e derrama aguardente no ferimento. Nestor pede a Irani que fique no armazém enquanto ele vai procurar por Belezinha.

Almeida revela a Loreto que sabe o paradeiro de Miguel. Loreto, Osório e Almeida vão atrás de Miguel.

Nestor observa, tenso. Miguel está na espera, em cima do cavalo, no canto da estrada.

Ele avista Belezinha. Miguel percebe que o recado não foi dado a Juliana e diz a Belezinha que precisam sair dali pois correm perigo.

Urraca visita Teresa. Osório corre pela mata.

Almeida encurrala Miguel. Belezinha corre e se depara com Osório.

Miguel continua correndo a cavalo e Loreto atira em sua direção. Belezinha aproveita a distração do tiro e acerta Osório com um galho e foge.

Outro tiro dos soldados atingem Miguel no ombro mas ela não para de correr. Dr.

Pacheco cuida de Juliana. Miguel é atingido novamente, cai do cavalo e rola numa ribanceira.

Tomás procura por Violeta e Rosalinda diz que Violeta está muito ocupada. Violeta está chocada com as revelações de Rosalinda sobre a esposa do Quintiliano que o traiu com um escravo.

Osório encontra Miguel, que está fazendo curativo no local do tiro. Belezinha encontra Nestor e diz que só queria ajudar Miguel.

Quinta-Feira, 24 de Setembro

Capítulo 28: Juliana fica curiosa sobre notícias do Miguel. Teresa diz que Miguel fugiu da cadeia e foi embora da vila.

Juliana chora com a notícia. Almeida joga sabião na senzala.

Filipa está revoltada por Quintiliano a mandar para o convento. Tomás e Violeta caminham em direção a pensão e falam que a fuga de Miguel não deveria ter ocorrido.

Nestor, Irani e Belezinha ficam assustados com a declaração de Loreto que disse que Miguel preferiu se jogar na queda d`água ao ter que voltar para a prisão e convoca Belezinha a comparecer na Câmara, uma vez que ela era cúmplice. Violeta comenta com Dália que Tomás a beijou.

Teresa entra no quarto e comenta com Almeida que Juliana despertou e ele se irrita e diz a ela que deveria se preocupar com seu marido. Ele manda ela tirar o calço que impede que ela manque e deitar na cama, ele se aproxima, senta na cama e desliza a mão sobre o corpo de Teresa ainda vestida.

Almeida beija calorosamente Teresa. Almeida visita Sapião na senzala e pede a Zé Leão que tire as correntes dele.

Teresa está diante de Juliana, feliz com a sua recuperação. Teresa confessa a Juliana que seu casamento foi consumado e pede para que ela não confronte mais o Almeida.

Belezinha teme ser condenada. Violeta conta a Filipa que descobriu alguns segredos sobre seu pai.

Quintiliano visita Urraca. Loreto afirma a Almeida que os soldados estão procurando pelo corpo de Miguel e Almeida desconfia que não estejam tão empenhados.

Almeida pede que Teresa entre e denuncie Guilherme pelo seu sequestro. Quintiliano pede a Urraca que interceda por Guilherme.

Rosalinda lê uma carta que permite reabrir a pensão. Filipa se espanta diante de Violeta, o tom da conversa é de segredo, ela fica confusa com as revelações sobre sua mãe, e agradece Violeta.

Guilherme chega a delegacia e se entrega. Esméria revela a Juliana que Miguel está morto.

Juliana não acredita e olha para Sapião e Tia Joaquina que estão angustiados. Guilherme sai da delegacia e deixa Teresa abalada e Almeida se incomoda.

Sapião conta a Juliana que foi Esméria que estragou o plano de fuga dela com Miguel. Belezinha está na delegacia com Nestor.

Filipa se joga nos braços de Quintiliano e chora, sentida, abraçada e ele. Juliana discute com Esméria e elas brigam.

Zé Leão chega. Urraca escolhe alguns escravos que vão para sua casa, Sapião está entre eles.

Sexta-Feira, 25 de Setembro

Capítulo 29: Juliana encara Almeida que está com o chicote em mãos. Esméria observa, triunfante.

Miguel mal consegue manter os olhos abertos diante dos ciganos. Eles colocam Miguel na carroça e de repente se deparam com Osório.

Esméria se justifica a Almeida porque não deve ser castigada também. Osório se aproxima da carroça e uma mulher esconde Miguel com uma manta.

Osório pergunta se não viram um homem ferido pelo caminho, os ciganos respondem que não e continuam viagem. Para surpresa dos escravos, Almeida solta Juliana e prende Esméria no pelourinho para ser castigada.

Alguns meses depois e Almeida e Urraca estão na sede da corte para conhecer o príncipe e conversam sobre como as coisas estão caminhando e sobre a paternidade que está prestes a acontecer com Almeida. Teresa está grávida de pousos meses e sente muitas dores e confessa ao Dr.

Pacheco que não quer perder o bebê. Maria Isabel já está com barriga crescida e caminha com Petúnia, ela sente dores e Petúnia vai buscar ajuda.

Urraca e Almeida continuam caminhando ao paço e Urraca avista Petúnia correndo, um pouco distante. Almeida diz que vai atrás e pergunta a Urraca se ela tem certeza do que viu e se Petúnia estava grávida.

Urraca não consegue distinguir e alerta que não podem chegar atrasados ao encontro e Almeida concorda com Urraca. Petúnia se depara com Miguel ao pedir ajuda aos ciganos.

A pensão de Rosalinda está enfeitada. Quintiliano e Filipa recebe um convite para um baile de máscaras.

Maria Isabel e Petúnia chegam na casa da tia e Petúnia conta que viu Miguel e Maria Isabel não acredita, pois na carta que recebeu de Teresa dizia que Miguel havia morrido, mas Petúnia insiste em dizer que ele não morreu. Urraca está ansiosa para receber o título do príncipe, ela se abana com o leque.

Almeida é condecorado a comendador e condecora Urraca a Baronesa de Barangalha que fica horrorizada. Rosalinda recebe um convite para a inauguração do novo palecete, no baile de máscaras, mas percebe que será no mesmo dia da festa na pensão.

Rosalinda tira satisfação com Loreto sobre a data do baile, ele alega que não pode fazer nada. Nestor pede que Irani explique porque ficou tão nervosa quando viu o cesto com pertences indígenas.

Rosalinda recebe alguns convidados na pensão. Beatrice convida Quintiliano para jantar e ele aceita.

Filipa se veste novamente de homem sob olhar de Bá Teixeira. Tomás visita a pensão e Violeta recusa uma bebiba oferecida a ela, que recusa e lhê dá um tapa.

Filipa entra vestida como homem. Loreto caminha pela vila e inspeciona tudo.

Beatrice e Quintiliano estão bem próximos e de repente Esméria entra e eles se assustam. Tia Joaquina orienta Juliana a preparar Teresa, pois o filho não irá vingar.

Segunda-Feira, 28 de Setembro

Capítulo 30: Petúnia está nervosa diante de Maria Isabel, que sente muitas dores e vai buscar ajuda. A cigana se aproxima delas para ajudar.

Teresa está no chão e se contorce de dor e Dr. Pacheco tenta acalmá-la.

Juliana vai até Irani pedir que ajude Teresa. Irani percebe a gravidade, porém nega a ajuda, mas é convencida por Belezinha e Nestor a socorrer Teresa.

Genésio vai até Quintiliano para saber quanto custa sua liberdade. Após muito esforço de Teresa, Irani percebe que bebê não sobreviveu.

Maria Isabel é levada a um quarto sujo e depois de muito esforço o bebê nasce. Petúnia se emociona e diz que é uma menina.

A cigana conduz a criança para Maria Isabel que nega pegar no colo. Petúnia pega a criança e a abraça enquanto Maria Isabel permanece fria, exausta.

Irani vem de dentro do quarto com o Dr. Pacheco.

Beatrice, Almeida e Juliana aguardam na expectativa. Dr.

Pacheco diz a todos que Teresa perdeu o bebê e todos ficam chocados. Teresa chora e é amparada por Beatrice.

Almeida tem um ataque de fúria e quebra tudo a sua volta e Urraca entra, assustada. Almeida culpa Urraca por tê-lo obrigado a se casar com uma mulher defeituosa.

Maria Isabel dá de mamar para o bebê, contrariada. Dália pergunta a Rosalinda se Violeta é sua filha, Rosalinda fica nervosa e Átila quer saber se é verdade, uma vez que ela não deixa Violeta se tornar umas das florzinhas da pensão.

Rosalinda nega e diz que todas são como filhas e elas fazem as pazes novamente. Juliana consola Teresa que está arrasada.

Almeida se aproxima e pergunta se Teresa está bem, ela diz que sim e ele sai, frio. Ele vai até a área dos escravos que estão arrasados com a perda do filho de Teresa.

Almeida ordena que voltem ao trabalho, menos Sapião que se defende. Almeida manda Zé Leão prender Sapião na senzala.

Almeida acusa Sapião que fez o calço para Teresa usar e por isso ela perdeu o bebê quando caiu ao chão. Sapião está apavorado, aos prantos, diante de Almeida, que tem um machado nas mãos.

Zé Leão ao lado deles, impaciente. Zé Leão intercede.

Terça-Feira, 29 de Setembro

Capítulo 31: Maria Isabel está chocada ao ver Miguel diante dela. Miguel não se recorda de Maria Isabel.

Juliana questiona Sapião porque a beijou. Ele diz a Juliana que pode morrer a qualquer momento.

Almeida, Zé Leão e Osório acompanham uma luta entre dois escravos. Almeida dá um soco em Osório que reage.

Irani justifica para Nestor sobre a flecha e explica tudo que aconteceu no passado, sobre um índio que a assombrava e que ela pertenceria a ele, mas Irani nega. Irani abraça Nestor e pede proteção.

Miguel aperta o pescoço de Maria Isabel. A cigana surge e assusta com o que vê.

Miguel vê Petúnia com o bebê e larga Maria Isabel. Juliana diz a Sapião que sempre sentiu amor de irmão por ele.

Zé Leão chega e empurra Juliana que cai no chão. Almeida vai a pensão e leva Violeta a força para o quarto sem que ninguém perceba.

Juliana está no chão, assustada, e Zé Leão se aproxima. Sapião se desespera, acorrentado.

Almeida rasga o vestido de Violeta que grita por socorro. Tomás chuta a porta e entra.

Almeida parte para cima de Tomás com um candelabro. Almeida desvia e o candelabro cai na cama e pega fogo, eles continuam brigando e não percebem as chamas.

Rosalinda e Átila chegam e veem o quarto pegando fogo. Tomás e Almeida percebem as chamas e param de brigar e conseguem apagar o fogo.

Rosalinda fecha a porta e não permite ninguém sair sem antes o capitão Loreto chegar. Almeida pede perdão a Violeta e Rosalinda o manda ir embora.

Almeida chega, arrasado. Teresa na cama triste, segurando os sapatinhos de bebê que tricotou.

Almeida se aproxima de Teresa e lhe dá um beijo. Urraca recebe Rosalinda que conta tudo o que aconteceu na pensão.

Zé Leão diz a Almeida que Sapião é bom de luta. Almeida pede pra soltar Sapião e escolher mais alguns escravos e treiná-los.

Nestor conta a Loreto que está sendo perseguido por um índio assustador. Juliana vai até o armazém agradecer Irani pela ajuda.

Quarta-Feira, 30 de Setembro

Capítulo 32: Maria Isabel continua firme diante de Miguel. Ela aconselha Miguel a traçar uma estratégia.

Almeida está empolgado, ao lado de Zé Leão, observando uma luta entre dois escravos. Almeida empurra Sapião pra dentro da roda de luta.

Filipa lê a carta de Guilherme que diz que em breve pode ser dispensado do serviço militar e obter o perdão do príncipe regente. Violeta tenta convencer Átila a escrever um livro sobre Rosalinda.

Urraca e Rosalinda tramam em como atrapalhar o baile. Almeida e Zé Leão estão muito satisfeitos em ver Sapião finalizando a luta com o outro escravo.

Teresa diz a Beatrice que não quer que ela se aproxime de Quintiliano. Sapião conta a Tito Pardo que Almeida o obrigou a entrar na luta.

Dalia pede a Toze que a ensine a dançar. Violeta agradece a Tomás por ter salvo ela na pensão.

Beatrice visita Urraca. Questionada sobre como foi a cerimônia na capital, Urraca disfarça e diz que foi tudo maravilhoso.

Juliana diz a Sapião que o que sente por ele é amor de irmão e que ele está confundindo as coisas. Sapião diz a Juliana que a ama mais que tudo.

Nestor arruma uns produtos na venda, chega Osório e bate no balcão. Zé Leão chega depois e conversa com Osório sobre a luta entre escravos.

Eles discutem e Zé Leão quebra a garrafa na mesa e ameaça Osório com o caco de vidro. Quintiliano na mesa com Filipa e Tomás, terminam o jantar e discutem sobre Almeida.

Almeida diz a Teresa e Beatrice que vai promover alguns jantares, pois acaba de se lançar a presidência da Câmara Municipal. Almeida pega na mão de Teresa que abre um sorriso e Beatrice fica constrangida.

Urraca pede que Átila a visite. Ela pede que Átila escreva um livro sobre ela, mas Átila não aceita por causa do título, mas quando Urraca menciona valores, ele reconsidera.

Dália está exausta diante de Toze, fazendo um passo de dança. Sapião pergunta pra Tito Pardo se ele acha que tem chance com Juliana, e Tito Pardo pede para ele não misturar as coisas e pede pra ele ter cuidado.

Rosalinda serve chá a Loreto com as ervas que comprou no armazém de Nestor e com sugestão de Irani. Loreto sente um calor, e de repente uma vontade de dançar, pular, cantar.

Rosalinda pega um instrumento que os músicos deixaram e toca uma melodia. Loreto começa a dançar pela pensão.

Rosalinda ri. Loreto sobre no palquinho e começa a tirar a roupa e faz um streap-tease para Rosalinda.

Quinta-Feira, 1 de Outubro

Capítulo 33: Maria Isabel está surpresa diante de Miguel. Petúnia fica com o bebê dentro da carruagem.

Teresa surpresa diante de Juliana, um pouco envergonhada, porém ainda insegura em dar uma chance a Sipião. Urraca agitada diante de Rosalinda, que tem um potinho com pó nas mãos, um preparo infalível que dona Irani ensinou.

Rosalinda diz que para saber da eficácia da mistura, testou em uma pessoa distinta e o resultado foi perturbador. Urraca se encarrega de misturar o pó na bebida da condessa.

Loreto dentro da cela, com as roupas todas rasgadas e uma pluma na cabeça, exige que o soldado abra a cela. Dália diz a Violeta que Tozé a contratou pra trabalhar no baile com alguns números de dança.

Átila convida Filipa para o baile, mas ela rejeita. Beatrice e Quintiliano se encontram em um local secreto.

Beatrice aconselha Quintiliano a não se encontrarem mais e ele fica arrasado. Teresa prepara um bolo com ajuda de Juliana e Tia Joaquina.

Esméria vira um pote de sal na massa de bolo e mexe rapidamente sem que ninguém veja. Beatrice vai até Irani e agradece o que ela fez por Teresa.

Beatrice diz a Irani que o passado foi enterrado e a perdoa e pede perdão também por todo mal que causou. Belezinha sai detrás do esconderijo e pede a Beatrice que ajude ela a ir ao baile.

Quintiliano visita Rosalinda na pensão e pede um ombro amigo. Urraca, Teresa e Almeida estão à mesa posta por Esméria.

Beatrice pede a Juliana que leve Belezinha ao baile conforme prometido. Teresa serve o bolo a Almeida, quando ele mastiga percebe que o bolo está salgado e cospe com raiva.

Almeida se levanta e sai. Teresa fica arrasada.

Juliana vê Esméria saindo para a cozinha, sorrateiramente, na desconfiança de Juliana. Tia Joaquina e Juliana acusam Esméria de ter colocado sal no bolo.

Teresa chora e é amparada por Juliana. Tozé está agitado comandando diversos criados na arrumação final do palacete.

Rosalinda está terminando os preparativos para a festa quando chega Loreto. Ele puxa Rosalinda para um canto vazio e fala baixo com ela, sobre o episódio ocorrido depois do chá.

Loreto reprova e Rosalinda diz pra Loreto ficar despreocupado e que nada irá acontecer. Beatrice muito séria diante de Esméria que nega ter colocado sal no bolo.

Beatrice decide vendê-la. Filipa vai tirar satisfação com Átila e recusa novamente o convite dizendo que não é mais criança.

Sexta-Feira, 2 de Outubro

Capítulo 34: Juliana e Sapião se beijam. Sapião diz estar sonhando e Juliana lhe dá um beliscão, descontraído.

Urraca e Gonzalina completamente chocadas diante de Petúnia com o bebê no colo. Urraca pergunta e Petúnia diz que ela é avó.

Rosalinda está ocupada com os preparativos da festa, verifica palco, decoração. Violeta pergunta se é irmã de Tomás, e se deve procurar outro homem para amar.

Rosalinda responde que não. Maria Isabel segura as mãos de Teresa com carinho e lhe dá um abraço.

Tia Joaquina avisa Juliana que Maria Isabel voltou e entrega uma lista de coisas para comprar e preparar um banquete de boas vindas. Miguel sai do seu esconderijo devagar e olha tudo ao redor.

Zé Leão chega por trás de Miguel, ele vê Miguel e se estranha. Miguel surpreende Zé Leão com um soco que cai no chão desacordado.

Urraca fica furiosa com Petúnia. Urraca pergunta se Petúnia quer dinheiro, e ela pede apenas que aceite a neta.

Urraca diz a Petúnia que ela pode ficar na hospedaria e que paga tudo, mas Petúnia quer o solar. Petúnia oferece a neta a Urraca que se afasta cheia de aversão.

Maria Isabel conversa com Esméria e pede a arma que pediu pra ela guardar, pra provar a inocência do Miguel. Esméria diz a Maria Isabel que Miguel morreu e Maria Isabel diz que ela está enganada e que ele está vivo e que voltou com ela pra vila.

Belezinha prepara um máscara e um vestido para Juliana usar no baile. Quintiliano está bravo com Tomás por querer libertar os escravos.

Almeida está irritado diante de Zé Leão. Maria Isabel chega e pergunta o que está acontecendo.

Zé Leão responde que era Miguel. Maria Isabel diz que seria impossível, pois Miguel está morto.

Zé Leão garante que ele está mais vivo do que nunca. Juliana experimenta o vestido e Belezinha diz que está perfeita.

Nestor chega na hora e fica deslumbrado com Juliana. Esméria procura a arma que escondeu, porém não encontra e fica em pânico.

Loreto encontra Almeida que reclama de ouvir sobre um homem parecido com Miguel rondando a fazenda. Loreto diz que reforçará a segurança.

Maria Isabel vê Miguel por perto e eles conversam. Ela diz a ele que não pode aparecer de qualquer jeito.

Fonte: Resumo Novelas da Record “Escrava Mãe” Resumo dos próximos capítulos