Nazaré Resumo | Novelas da Band

Nazaré Resumo | Novelas da Band

Nazaré. Saiba mais sobre a novela da Band “Nazaré” e confira o resumo dos próximos capítulos: Nazaré (Carolina Loureiro) para salvar a mãe, é obrigada a trair Duarte (José Mata), um playboy, filho de um magnata da indústria de móveis. Sempre teve tudo o que quis e o melhor que o dinheiro pode comprar. Adora carros velozes, mulheres e nunca trabalhou. Nazaré é a única filha de Matilde (Custódia Gallego). O pai, Joaquim (Rogério Samora), deixou-as quando Nazaré ainda era pequena. Desse tempo ficaram as memórias das sucessivas depressões da mãe… … ler a sinopse completa

Anos depois, foi diagnosticado em Matilde um tumor no cérebro e Nazaré é a única que cuida dela. Só se têm uma à outra. A família mais pequena do mundo. A única coisa que sabe sobre o pai é que cometeu um homicídio, fugiu e deixou a mãe no desespero.

Nazaré só pensa em fazer tudo o que for preciso para salvar a mãe. As suas muitas pesquisas levam-na a um médico-cirurgião londrino, que já teve sucesso em casos parecidos com o da mãe, um médico tão eficaz como caro.

Glória (Luisa Cruz), é dona de um restaurante. Ela tem dois filhos, Matias (Pedro Sousa) e Toni (Afonso Pimentel). Ambos ajudam a mãe no negócio de família, mas dedicam-se também a assuntos obscuros.

Matias namora com Patrícia (Aurea), mas é secretamente apaixonado por Nazaré. Ela está a assaltar a Quinta dos Blanco juntamente com o namorado, depois de ele a convencer de que o fogo anda longe. Mas o vento faz com que o incêndio mude bruscamente de direção e os encurrale. No meio do pânico, os dois separam-se, e é aí que Nazaré encontra Duarte e tira-o do inferno.

A aliança de sobrevivência que os dois forjam naquela noite transforma-os em heróis, fazendo com que surjam sentimentos intensos. Mas tudo acaba tão repentinamente como começa. Duarte fica ferido e é levado para o hospital, onde permanece inconsciente.

Uma troca de dados faz com que seja dado como morto. Para Félix (Albano Jerónimo) e Verónica (Sandra Barata Belo) é tempo de festejar e ficar com o espólio dos crimes. Mas o esquema de ambos sofre uma inesperada reviravolta, quando Duarte aparece nas cerimónias fúnebres, determinado a assumir a sua herança.

A tragédia muda-o profundamente. Não desconfia do envolvimento do tio na morte do pai e continua a confiar-lhe a vice-presidência da Atlântida, mas quer assumir a presidência e tornar-se alguém de quem António se orgulharia. Félix fica furioso com o falhanço, mas sabe que um novo atentado levantaria suspeitas. Com medo que Nazaré tenha visto mais do que devia, procura-a.

Nessa altura, constata que ela não sabe do seu envolvimento nos incêndios e percebe que a fixação de Duarte por Nazaré pode servir os seus intentos. Com isso em vista, o vilão faz-lhe a proposta: dá-lhe dinheiro para operar a mãe se, em troca, ela seduzir o sobrinho e aceitar fazer tudo o que ele mandar. Caso contrário, tem meios para acusar Nazaré do incêndio e da morte de algumas pessoas. Encurralada, ela cede à chantagem.

O esquema para apanhar Duarte é desenhado ao pormenor por Félix e Nazaré vai seguir o plano à risca… mas não será tão fácil como ela pensava. Além da feroz oposição de Bárbara (Filipa Areosa), namorada de Duarte, ela terá de lidar também com Toni, que, sem ela saber, foi um dos incendiários do pinhal, e Matias, que não conseguirá continuar a esconder os seus sentimentos e vai lutar com o irmão pela mesma mulher.

Fechar Sinopse

Nazaré resumo dos próximos capítulos. Leia o resumo semanal da novela

Confira o resumo da novela Nazaré e fique por dentro dos próximos capítulos

SEG TER QUA QUI SEX
06
12
07
12
08
12
09
12
10
12
13
12
14
12
15
12
16
12
17
12



Segunda-Feira, 06 de Dezembro

Capítulo 145: No Mercado, Sofia vai até à banca de Matias e estranha que ele lhe fale com algum desdém. Quando tenta perceber o que se passa, Matias diz-lhe que já entendeu que ela e Heitor voltaram e ainda diz que Sofia deve ser daquelas mulheres que gosta de levar.

Sofia fica extremamente magoada e diz-lhe que nunca o perdoará. No bar do Hotel, Gonçalo está visivelmente cansado e diz a Laura que nem dormiu só a pensar em Mike.

Laura aconselha-o a deixar a investigação para a polícia e descansa-o de que certamente o vão encontrar. Mike vai ter com Verónica à Atlântida.

Diz-lhe que quer dinheiro pois tem de se ir embora porque Ana o reconheceu. Verónica diz-lhe que não tem o dinheiro ali com ela e combinam voltar a falar nessa noite.

Nuno entra, cruzando-se com Mike, e estranha a sua presença perguntando a Verónica quem é o rapaz. Verónica mente e disfarça dizendo que é um dos colaboradores da empresa.

Verónica conta a Nuno que acha que Joaquim é Félix pois é demasiada coincidência o uso da echarpe no sítio onde passou a bala. Ivana chega com Igor ao Lar, dizendo que vão levar o bebé e João, Olívia e Floriano correm com ele e trancam-se na sala de pessoal.

Ivana e Igor tentam arrombar a porta enquanto Olívia liga para a polícia. Os russos conseguem arrombar a porta e tirar-lhes o bebé, mas acabam por ser detidos pela polícia quando tentavam sair do Lar.

Terça-Feira, 07 de Dezembro

Capítulo 146: Glória visita Toni na prisão que lhe pede que acredite na sua inocência. Glória tem dificuldade em acreditar porque sabe que pela Nazaré o filho faria qualquer coisa.

Glória comenta ainda com Toni, que reage com grande surpresa, que foi Mike que violou Ana. Cris está no Hotel a imprimir mais alguns panfletos com a cara de Mike para espalhar pela vila quando Laura chega e diz que o inspetor Prata não concorda com o que eles estão a fazer.

Cris vai ao computador e fica chocado quando vê uma página de compra de armas aberta. Na Atlântida, vemos Verónica a colocar dinheiro numa mala enquanto liga a Mike a perguntar onde se encontram.

Laura, muito assustada, pergunta a Ana por Gonçalo, mas a filha diz-lhe que ainda não o viu. Nuno, que estava de saída para ir ter com Verónica, fica chocado ao ver a cara de Mike nos panfletos e ao perceber que foi ele quem assaltou o Hotel e violou Ana.

Joaquim visita a filha na prisão. Nazaré está derrotada e acha que vai ficar presa e pagar por todos os crimes que Verónica cometeu.

Joaquim tenta dar-lhe força dizendo que vai arranjar forma de a tirar dali e que ela é muito mais corajosa do que ele alguma vez foi. Nuno chega a casa de Verónica e esta fica bastante animada com a sua chegada.

Nuno, por outro lado, mostra-lhe, desconfiado, o panfleto com a cara de Mike e pergunta a Verónica que relação é que ela tem com aquele rapaz. Verónica fica tensa, mas disfarça e mente a Nuno, dizendo que Mike é um colaborador.

Nuno não fica convencido! Joaquim e Duarte conversam sobre o plano para apanhar Verónica e Duarte diz a Joaquim que é impensável envolver Bernardo. Joaquim tenta convencer Duarte, dizendo que Bernardo é o único ponto fraco de Verónica.

Na casa da família Carvalho, Sofia avisa Heitor que não o quer mais lá em casa. Heitor, manipulador e dissimulado, diz a Sofia que a casa também é dele e que vão ter de a partilhar.

Cris e Ana lamentam a situação do hotel enquanto Laura anda de um lado para o outro muito ansiosa. Cris pergunta à mãe se está assim pelo que viu no computador e por não saber de Gonçalo e Laura, apesar de só querer confirmar, descansa o filho dizendo que está tudo bem.

Na quinta, Bernardo está com Duarte quando recebe uma SMS de “Félix” a marcar um encontro na Atlântida. Bernardo fica nervoso, mas pede a Duarte que não lhe faça perguntas.

Duarte visita Nazaré na prisão e conta-lhe que Joaquim acabou por levar um tiro, de raspão, de Verónica na tentativa de fazer cumprir o seu plano para levar Verónica a confessar os crimes. Nazaré fica em pânico, não quer que mais ninguém se coloque em risco por ela, mas Duarte garante-lhe que vai correr tudo bem.

No Mercado, Matias vai ter com Sofia para lhe pedir desculpa pela forma como lhe falou. Sofia, de rastos, conta-lhe que Heitor está lá em casa e que pretende ficar.

Matias fica revoltado, mas Sofia diz-lhe que já falou com o advogado.

Quarta-Feira, 08 de Dezembro

Capítulo 147: Já no Restaurante, Glória oferece a sua casa a Sofia e aos filhos. Sofia fica comovida e agradece, mas diz que vai ter de resolver as coisas de outra maneira.

Matias consola-a. Na Quinta, Duarte repara que Bernardo sai apressado e sem dizer onde vai.

Duarte, furioso e desconfiado, liga a Joaquim para saber o que é que este fez. Nuno, desconfiado de Verónica desde que viu os panfletos, começa a colocar-lhe escutas em casa.

Verónica entra, de surpresa, e quase apanha Nuno que consegue disfarçar. Bernardo está na Atlântida a aguardar a chegada do pai.

Joaquim chega e começa a imitar a voz de Félix, deixando Bernardo aterrorizado de medo. Bernardo liga a Verónica a pedir que a mãe vá ter com ele à Atlântida pois o pai está lá, mas avisa-a que vá sozinha.

Verónica, quando recebe a chamada, está com Nuno que insiste em ir com ela, mas esta recusa dizendo que o filho lhe pediu que fosse sozinha. Laura está na receção do Hotel quando vê Gonçalo entrar todo coberto em sangue.

Laura fica em pânico e a única coisa que Gonçalo consegue dizer é que o sangue não é dele. Verónica chega à empresa e as luzes estão todas apagadas.

Verónica, cautelosa, chama por Bernardo que lhe responde do gabinete. Quando lá chega, Verónica dá com “Félix” a apertar o pescoço de Bernardo e o filho a implorar que a mãe confesse tudo pois, de outra forma, o pai vai matá-lo.

Verónica, cuidadosa, parece estar a ceder quando, de repente, diz a Félix que se tiver coragem então que mate o filho. Duarte, acabado de chegar à empresa, entra sorrateiro e tenta perceber de onde veem as vozes.

Precipita-se para o gabinete quando ouve Verónica dizer a “Félix” para matar o filho. Duarte vai em direção ao primo enquanto Joaquim tenta escapar, mas Verónica apercebe-se e acerta em Joaquim.

Neste momento, o falso Félix é revelado. Já no quarto, Laura tenta manter-se racional enquanto Gonçalo chora desesperado e diz à mulher que quer contar tudo à polícia.

Laura diz-lhe que tire as roupas e que confie nela para resolver a situação. De volta à Quinta, depois de toda a confusão, Bárbara está em choque com o que ouve e com o plano louco que Duarte e Joaquim engendraram.

Joaquim, não querendo baixar os braços, diz que talvez ainda consigam encontrar a arma que Verónica usou para o balear. Na cozinha do Hotel, Laura queima as roupas de Gonçalo quando Olívia entra a dizer que ficou preocupada porque lhe cheirou a queimado.

Laura desvaloriza e sai com as roupas e com a arma de Gonçalo. Duarte está em chamada com Nazaré a contar-lhe que o plano dele e de Joaquim correu mal.

Bárbara ouve a conversa e, em tom de provocação, fala do teste de gravidez e mete-se na conversa de Duarte com Nazaré. Prata vai ter com Laura ao Hotel e estranha o estado em que a encontra.

O inspetor conta-lhe que foi descoberto o corpo de Félix e que este está mesmo morto, o corpo é que estava noutro jazigo. Laura fica preocupada com Toni.

Quinta-Feira, 09 de Dezembro

Capítulo 148: Heitor vai ter com Verónica e pede-lhe que o despeça e que comece a pagar-lhe por fora porque quer mostrar a Sofia que está um homem diferente e que já não trabalha para Verónica. A vilã acede ao pedido, mas exige a Heitor que, a partir de agora, esteja 100% disponível sempre que ela necessitar dos seus serviços.

Joaquim fala com Luís e conta-lhe o plano que ele e Duarte têm andado a traçar no sentido de fazer Verónica confessar os seus crimes para ilibar Nazaré. Joaquim pede a ajuda de Luís para conseguir a arma com que Verónica o baleou e Luís acede.

Matilde visita a filha na prisão e entrega-lhe uma carta de Toni. Nazaré lê a carta, muito emocionada, e pede à mãe que, caso fique presa, não desista de fazer a sua vida e perseguir a sua felicidade.

Em casa dos Carvalho, Heitor chega e conta a Sofia que foi despedido pois não aceitou fazer mais um trabalho sujo para Verónica. Sofia não dá tréguas e entrega a Heitor os papéis do divórcio.

Luís chega a casa de Verónica e diz que foi apenas buscar umas coisas de Yara. Verónica, com desprezo, aponta-lhe o quarto e deixa-o seguir, sem ligar grande importância.

Luís sobe as escadas e precipita-se para o quarto de Verónica na esperança de encontrar a arma. Verónica apanha-o e percebe que Luís esconde a arma com que baleou Joaquim.

Luís empurra Verónica e consegue fugir. Verónica liga a Heitor, de imediato, a dizer-lhe para ir atrás de Luís e recuperar a arma seja de que maneira for.

Sexta-Feira, 10 de Dezembro

Capítulo 149: Luís chega a casa e entrega a arma a Joaquim que se apressa a escondê-la quando tocam à campainha. Luís abre a porta e Heitor entra encapuzado fazendo frente aos dois para conseguir recuperar a arma.

Luís, empurrado por Heitor, cai e perfura o braço direito com um instrumento da lareira. Érica chega nesse momento a casa, sendo quase derrubada por Heitor, quando se depara com Luís inanimado a perder sangue.

Érica, em pânico, liga para o 112 enquanto Joaquim chora desesperado dizendo que a culpa é dele. Mais tarde, Dolores fica a saber do plano de Joaquim e nem quer que este a acompanhe até ao hospital para ver Luís.

Dolores está magoada e não perdoa Joaquim por ter posto em risco a vida do filho. Nazaré vai até à sala de visitas da prisão quando vê Toni à sua espera.

Toni pediu ao diretor da prisão para a visitar e pede-lhe que acredite que não foi ele que matou Félix. O jovem diz-lhe que vão arranjar maneira de sair dali os dois.

Prata fica surpreendido quando Laura lhe dá a notícia de que vai desistir da PJ. Laura diz ao inspetor que muita coisa mudou e que agora é altura de se dedicar à família e ao Hotel.

Ana, que escuta a conversa da mãe, comenta com o irmão e ambos confrontam Laura para que lhes explique esta decisão. Gonçalo assiste a tudo sabendo que a culpa é sua, mas Laura pede-lhe que se aguente pelo bem-estar da família.

Érica e Joaquim vão ao encontro de Verónica confrontá-la com o que fez. Verónica faz-se de sonsa e Érica ameaça a mãe que se continuar a magoar as pessoas que ela ama, a vai proibir de ver a neta.

Na Quinta, Bárbara chama Duarte e diz-lhe que já começou a fazer o enxoval. Pede ao marido que vá buscar o teste para que vejam o resultado juntos.

Duarte acede, mas o teste dá negativo. Verónica visita Nazaré na prisão e ameaça a jovem aconselhando-a a confessar que foi a responsável de todos os crimes em troca do bem-estar de Matilde.

Nazaré perde a cabeça e salta para cima de Verónica.

Segunda-Feira, 13 de Dezembro

Capítulo 150: No Restaurante, Glória fala com Ismael sobre a conversa que teve com o Gerente do bar e pede-lhe que volte a cantar. Ismael diz que não é capaz e, num impulso, beija Glória.

A peixeira manda-o embora, mas fica abalada com o beijo. Heitor vai ter a casa de Verónica quando esta lhe diz que não lhe vai pagar pois o trabalho não foi bem feito.

Heitor ameaça a vilã e avisa-a que o dinheiro também paga o seu silêncio. Nuno, através do seu computador, vai ouvindo a conversa dos dois pelas escutas e regista o nome de Mike e de Elsa.

Fica desconfiado. Cris está triste com a partida de Olívia, mas a jovem diz que não vai ficar ali se Bernardo acabou com ela e era a única razão pela qual ela ficaria.

Cris concorda com a amiga e deseja-lhe um bom regresso a Lisboa. Na Quinta, Duarte fala com o primo Bernardo e diz-lhe que devia ter ido ter com Olívia.

Bernardo explica que não queria dar-lhe falsas esperanças de que voltariam a namorar. Duarte olha-o sério e pede-lhe que não tenha medo de ser feliz.

Nuno, inquieto com a conversa que ouviu através das escutas em casa de Verónica, vai visitar Nazaré à prisão para tentar descobrir quem é Elsa e Mike. Nazaré conta que Elsa foi a enfermeira que Félix e Verónica contrataram para drogar Matilde e Bernardo.

Em relação a Mike não sabe nada. Nuno segue para casa de Verónica e, muito nervoso, procura pelas escutas.

Verónica aparece, de surpresa, e mostra-lhe as escutas dentro de um saco. Ordena a Nuno que se dispa para ter a certeza de que não traz escutas consigo.

Nuno acusa-a de ser uma assassina e diz-lhe que já sabe de todos os seus crimes. Instala-se uma grande discussão entre os dois em que Verónica diz que não foi a culpada pelos incêndios mas Nuno, de cabeça perdida, acusa-a da morte de Joana e do seu filho.

Verónica vai buscar a arma e aponta-a a Nuno mas, no último minuto, é incapaz de disparar e grita-lhe que se vá embora. Isabel vai até ao Mercado na tentativa de sondar a opinião dos vendedores.

Faz compras na banca de Dolores e de Glória que se mostram contra grandes superfícies e defensoras acérrimas do Mercado. Isabel comenta com a sua assistente que não será uma luta fácil.

Terça-Feira, 14 de Dezembro

Capítulo 151: Bernardo vai ao Lar e começa a gritar por Olívia. Ermelinda avisa-o que se for a correr ainda é capaz de a apanhar antes do comboio partir.

Bernardo acha que se ela o abandonou não vale a pena correr atrás. Verónica chega à Atlântida e fica surpreendida por encontrar Isabel, uma amiga sua de longa data.

Isabel conta a Verónica que está ali para investir na região e que já comprou o Lar Terceira Onda onde pretende fazer um resort e que está a pensar comprar o Mercado para fazer um centro comercial. Verónica fica entusiasmada e diz à amiga que espera que a decoração fique a seu cargo.

Gonçalo tem pesadelo e acorda muito agitado, chora e diz a Laura que matou um homem e que não consegue viver com esse peso. Laura acalma o marido e diz que juntos vão ultrapassar o problema.

Ana comenta com o irmão que não acha normal a decisão da mãe de ter desistido da PJ assim sem razão aparente. Cris acha que a irmã está a exagerar, mas Ana permanece desconfiada.

Nuno encontra-se com Joaquim no Hotel e diz-lhe que desconfia de Verónica mas que infelizmente não conseguiu encontrar nenhuma prova que ajude Nazaré. Já na sua cela, Nazaré recebe o apoio de Olga no dia de nova audiência no tribunal.

Nazaré agradece à companheira e diz que tudo se torna mais fácil com ela. Nazaré e Toni aguardam no corredor do tribunal enquanto falam sobre as expetativas para a audiência e Toni vai-se declarando a Nazaré dizendo que com ela é feliz em qualquer lugar.

Duarte chega com Bárbara e comunica a Nazaré que não conseguiu nada que a inocentasse. Decorre o julgamento de Nazaré enquanto vemos que Toni, Duarte e Nazaré testemunham.

Sem que ninguém espere, o Dr. Leonardo recebe um envelope anónimo com a indicação de que o que lá está vai inocentar Nazaré.

O advogado insiste em mostrar a pen e vemos as imagens da morte de António no ecrã da sala de audiências. Nazaré chora de felicidade, Duarte chora por estar a reviver a morte do pai e o juiz avisa todos os presentes que não aceita aquela prova antes que a mesma seja verificada.

Na casa Félix, Verónica aparenta estar calma enquanto Heitor está com receio do julgamento da Nazaré e do que possa decorrer daí. De repente, Verónica olha para Heitor e diz que já sabe como vai recuperar a neta e que será através de Cris.

Verónica diz a Heitor que vai precisar dos seus serviços.

Quarta-Feira, 15 de Dezembro

Capítulo 152: Na sala de visitas da prisão, Toni diz a Nazaré que não matou Félix e que muito menos era ele quem tinha aquela pen pois, se fosse esse o caso, tinha-a entregue há muito tempo. Gonçalo continua sem saber gerir a situação em que se encontra e desabafa com Laura que também desaba, não é fácil para nenhum deles.

Laura, contudo, pede a Gonçalo que se aguente e que tente não dar mais aso às dúvidas de Ana. Nazaré comenta com Olga que não faz ideia quem possa ter entregue a pen.

A companheira diz-lhe que não conhece Toni mas, pelo que ela conta, não lhe parece que tenha sido ele. Nazaré fica pensativa, mas Olga aconselha-a a concentrar-se é na sua liberdade.

Na Quinta, Duarte diz a Bernardo que não interessa quem entregou a pen mas sim que Nazaré será libertada. Bárbara e Bernardo falam da possibilidade de ter sido Toni, mas Duarte defende-o.

Verónica vai até ao Hotel e entrega a Nuno tudo o que restava dele na sua casa. Nuno está admirado que Verónica tenha ido ter com ele sozinha e garante-lhe que não a deixará em paz.

Quinta-Feira, 16 de Dezembro

Capítulo 153: Heitor vai ter com Verónica e confirma que já tem a dose de heroína que ela pediu. Verónica dá-lhe ordens para ir ao Hotel, drogar Cris e esconder o resto da droga no seu quarto.

No Lar, Ermelinda e Floriano comentam, com alguma estranheza, a saída repentina de tantos idosos de lá. Ismael diz que não sabe o que se passa e olham-se preocupados.

Na Quinta, Duarte pede a Bárbara que se despache para não chegarem tarde ao julgamento. Bárbara apressa-se a dizer que não quer demorar muito tempo pois esteve a medir a temperatura e a verificar que é o dia certo para engravidar.

Érica vai buscar Yara ao Hotel e está a enchê-la de beijinhos enquanto agradece a Cris todo o cuidado e dedicação que tem à filha. A jovem elogia-o dizendo que nunca esperou que se tornasse num pai tão incrível.

Heitor entra no Hotel sem ser visto e desliga o sistema de vigilância. De seguida, precipita-se para o quarto de Cris.

Quando este sai da casa de banho, bebe a água, que o faz cair inanimado. Já com Cris na cama, Heitor dá-lhe uma dose de heroína e espalha o resto pelo quarto.

No Tribunal, Nazaré é declarada inocente e todos festejam esta vitória quando o inspetor Prata surge para deter Duarte. O choque é geral quando o inspetor afirma que encontraram a impressão digital de Duarte na pen que foi entregue em tribunal com as imagens da morte de António e que esse facto torna Duarte um dos suspeitos da morte de Félix.

Bárbara fica em choque e diz ao inspetor que deve haver algum erro. Nazaré e Joaquim também tentam ajudar e defender Duarte, mas o inspetor diz que o jovem terá de o acompanhar para prestar declarações.

Verónica está satisfeita por Duarte estar a ser acusado da morte de Félix enquanto Heitor tem receio do que Nazaré possa fazer contra eles a partir de agora. Verónica tenta descansá-lo dizendo que vai encontrar forma de manter Nazaré em silêncio.

Na receção do Hotel, Laura comenta com Ana que deviam começar a investir em publicidade para voltar a chamar hóspedes ao hotel. Ana tem dificuldade em concentrar-se na conversa da mãe porque ouve Yara a chorar sem parar.

Quando chega ao quarto de Cris, Ana grita assustada e chama Laura ao ver o estado em que irmão se encontra. Ana pega na sobrinha ao colo enquanto Laura tenta acordar o filho.

Sexta-Feira, 17 de Dezembro

Capítulo 154: Isabel está no Mercado e aproveita para meter conversa com Matias dizendo-lhe que podia ser modelo ou ator porque tem muito bom ar. Dolores, que ouve a conversa, insulta Isabel dizendo que ela quer é tirá-los a todos do mercado, mas que não vai conseguir.

Érica fala com Laura, na receção do Hotel, e exprime a raiva que sente de Cris pois não entende como foi capaz de voltar a meter-se nas drogas. Laura compreende a posição da jovem mas pede-lhe, encarecidamente, que não afaste Yara de Cris.

Laura sobe ao quarto do filho e procura pela restante droga quando Gonçalo e Cris surgem e este diz à mãe que não sabe o que aconteceu, mas que não se drogou. Ninguém acredita nele.

Duarte está a ser interrogado pelo Inspetor Santos quando diz que efetivamente viu as imagens que estavam na pen, mas que não ficou com ela, o tio levou a pen consigo e Duarte nunca mais soube qual o seu paradeiro. Duarte está desesperado e pede ao Inspetor que investiguem esta história.

Na Atlântida, Verónica fica surpreendida quando vê o Inspetor Santos a entrar. O Inspetor informa-a de que vão apreender todo o material informático.

Heitor fica nervoso quando se apercebe do que se está a passar, mas Verónica acalma-o dizendo que não há nada nos computadores que os comprometa pois desfez-se de tudo depois de descobrir as escutas que Nuno lhe tinha posto em casa. Cris vai a casa dos Soares falar com Érica pois quer dar-lhe uma justificação.

O jovem diz que não fez nada e não sabe como aquilo aconteceu. Érica exalta-se e Joaquim aconselha Cris a ir-se embora antes que as coisas piorem.

Matias liga a Glória a avisar que vai buscar Toni à prisão pois o Juiz alterou a medida de coação e o irmão já pode sair. Quando Matias chega para ir buscar Toni, o jovem não está lá.

Duarte regressa a casa com pulseira eletrónica e agradece ao Dr. Leonardo toda a ajuda.

Bernardo, visivelmente agitado, pergunta ao primo se foi ele que matou Félix e Duarte diz-lhe que não lhe faltou vontade, mas que não foi ele que o matou. Bernardo acredita no primo e está determinado a descobrir o verdadeiro culpado.

Na Quinta, tocam à campainha. É Toni que exige a Duarte que confesse que foi ele que matou o tio e que acabe de tentar incriminar pessoas inocentes.

Duarte desmente Toni e diz-lhe para se ir embora, mas os dois envolvem-se à pancada. Já no Restaurante, Toni chega com o nariz com sangue para o espanto de todos.

Nazaré pergunta-lhe o que se passou e ele diz que foi tirar satisfações com Duarte. Nazaré fá-lo ver que Duarte pode ser inocente, tal como eles, e estar a ser acusado injustamente.

Matilde e João voltam a discutir e decidem que será melhor ficar cada um a viver no seu sítio pois não estão a conseguir partilhar a rotina diária da casa. Nazaré vai até à Quinta saber como está Duarte pois já soube que Toni lá foi a casa.

Bárbara, quando a vê, apronta-se a fazer uma cena de ciúmes, mas Nazaré desvaloriza e diz que foi apenas ver como estava Duarte. No bar do Hotel, Toni e Nazaré discutem se devem acreditar em Nuno ou não quando um jornalista aborda Nazaré e ela decide dar a entrevista.

Nazaré acusa Verónica de todos os crimes e diz, alto e bom som, que Verónica é uma mentirosa e uma manipuladora que tentou incriminar toda a gente para se safar. Toni e Nazaré estão reunidos com Nuno quando ele lhes diz que acha que não deviam pensar neste processo através de Verónica, mas sim de Félix, que ainda que esteja morto pode ajudar.

Fonte: Resumo Novelas da Band “Nazaré” Resumo dos próximos capítulos