Resumo Carrossel: Resumo Próximos Capítulo Novela Carrossel | Resumo das novelas Globo, SBT, Record, Canal Viva e Band

Resumo Carrossel: Resumo Próximos Capítulo Novela Carrossel

Novela Carrossel Resumo Semanal. Confira o resumo dos próximos capítulos de Carrossel 2015 SBT

Saiba as novidades da novela Carrossel no resumo semanal dos próximos capítulos

SEGTERQUAQUISEX
SOBRE A NOVELA CARROSSEL02
05
03
05
04
05
05
05
06
05
09
05
10
05
11
05
12
05
13
05



Sobre a Novela Carrossel SBT

Saiba mais sobre a história de Carrossel e acesse o calendário ao lado para conferir o resumo dos próximos capítulos.

PRIMEIRA FASE: Helena Fernandes é uma professora jovem e bonita que leva consigo muito amor. Na escola, a professora tem o apoio dos funcionários Firmino e Graça que adoram os alunos. Adriano mora com sua mãe e seus amigos imaginários, entre eles, a meia falante Chulé, Cirilo mora com seus pais José e Paula Rivera, Carmen vive com seu irmão Eduardo e seus pais Inês e Frederico Carrilho, Maria Joaquina vive com sua empregada-babá Joana e seus pais Clara e Miguel Medsen, Paulo e Marcelina moram com seus pais Lilian e Roberto Guerra, Valéria mora com seus pais Rosa e Ricardo Ferreira, Jaime vive com seu irmão Jonas e seus pais Heloísa e Rafael Palillo e Jorge mora com seus pais Rosana e Alberto Cavalieri. René, um antigo amigo escolar de Suzana, é contratado na Escola Mundial para substituir a professora de música, Matilde. Ao conhecer Helena em uma festa de Maria Joaquina, se apaixonam, porém Suzana também é apaixonada por ele e conta diversas mentiras para Helena se afastar dele.

SEGUNDA FASE: após uma aposta na loteria, José Rivera se torna milionário e compra um mini carro, semelhante ao de Jorge, para seu filho. Então, os alunos planejam uma corrida entre Cirilo e Jorge, mas com medo de perder, Jorge contrata seus primos para estragar o carro de Cirilo e adapta o seu para atrapalhar o garoto durante a disputa. Maria Joaquina descobre o plano de seu amigo e decide ajudar, de forma secreta, Cirilo na corrida. A prova final dada por Olívia assusta Cirilo, Mário, Laura, Paulo e Jaime. De forma honesta, todos os alunos são aprovados, porém Jorge para se vingar de sua derrota na corrida, avisa a diretora sobre a tentativa do roubo. Entretanto, Firmino explica aos pais que não houve nenhuma injustiça e as crianças são perdoadas. Olívia pede desculpa por ter sido tão brava e reconhece o amor dos alunos.

FASE FINAL: Renê prepara uma surpresa para Helena, porém Suzana os atrapalha, prende sua inimiga e segue o professor para tentar conquistá-lo. Após conseguir se soltar, Helena vai até o local de encontro, a ferroviária, mas surpreende Suzana o beijando à força. Os alunos tentam ajudar os dois e preparam uma surpresa: as crianças colocam placas soletrando as frases “me perdoa” e “casa comigo”. Helena se emociona e aceita o pedido. Renê e Helena se casam em uma estação de trem.

Não perca a novela Carrossel no SBT e acompanhe aqui o resumo dos próximos capítulos

Segunda-Feira, 02 de Maio

Capítulo 296: Jaime finge que morreu de susto e todos dizem que essa foi uma brincadeira sem graça. Natália diz para sua amiga que errou no passado, mas que hoje reconhece que é como uma mãe para Mário e que sabe dar importância para a família. Os meninos e Valéria decidem sair da casa abandonada para ajudar Jaime.

Jorge espia tudo e decide delatar o comilão para Rafael. O riquinho diz para o mecânico que viu Jaime e as outras crianças indo até a casa de Helena. Rafael fica revoltado com a notícia e vai atrás do filho. Helena dá uma bronca em Jaime e diz que as escolhas dele geraram muitas consequências ruins para sua família e para a escola. Helena diz que por mais que seja boazinha não irá deixar essa travessura passar em branco. Davi entra correndo e diz que Rafael está entrando.

Helena diz para o menino ter calma que todos irão conversar. O mecânico, muito irritado, entra segurando um cinto e diz que Jorge deu a notícia que ele estaria lá. Helena pede para Rafael ter calma. Kokimoto e Paulo decidem se vingar de Jorge. Eles encontram o menino na rua e dizem que o pesadelo dele ainda nem começou. Valéria tenta ajudar o amigo ao dizer que Jaime deve ter tomado a atitude de cabular aula inspirado em seu pai. Rafael fica mais bravo e chama a menina de atrevida. Helena diz que ela mais prejudicou do que ajudou. Mário diz que é melhor eles irem embora. Helena concorda e explica que assim pode conversar melhor com Rafael e Jaime. Durante a conversa, o comilão assume que cabulou aula para não fazer a chamada oral da tabuada.

Helena diz que ele merece sim um castigo, mas que também compreensão, pois tal atitude foi motivada pelo medo do garoto. O mecânico confirma que sempre que o filho tira nota baixa dá alguns cascudos nele. Helena diz que isso está errado e que é melhor ele mudar de tática, pois essa não está mais funcionando. Enquanto isso, Paulo e Kokimoto largam Jorge amarrado em um poste, com uma placa em suas costas escrito: “cuidado, traidor!”. Rafael diz que ele precisa de um castigo para aprender e decide cortar sua sobremesa até suas notas ficarem boas. A professora apoia o castigo, mas alerta que para isso funcionar ele precisará acompanhar os estudos do filho. Rafael reclama, mas acaba concordando. Jaime acaba estudando com o pai a noite toda. No dia seguinte, o menino faz a chamada oral com Helena, mas acaba tirando nota baixa. Jaime fica triste. O sinal toca e a aula começa. A professora dá uma aula especial sobre o esqueleto humano.

Terça-Feira, 03 de Maio

Capítulo 297: Paulo tem que encontrar um modo de conseguir dinheiro para comprar figurinhas, pois perdeu as suas num jogo para um aluno. Marcelina aconselha o irmão a ter uma ideia inovadora para ganhar dinheiro.

Paulo faz uma pesquisa na sorveteria para saber os sabores de sorvetes que existem. Ele tem a ideia de montar uma tenda de sorvetes. As meninas observam um cientista maluco contando as formigas na parede, ficam assustadas e saem correndo. Paulo e Koki começam a fazer picolé para vender. Paulo tem a ideia de fazer picolé sabor batata frita.

Paulo e Koki abrem uma tenda de sorvetes na praça, sorvetes com sabor de pipoca, pimenta, batata frita. Carmen comenta sobre o cientista maluco que estava contando formigas. Paulo e Koki acabam tendo que devolver o dinheiro dos clientes, pois o gosto dos sorvetes é horrível. Maria Joaquina e Jorge chegam à sorveteria e esnobam os colegas. Paulo faz Koki experimentar o sorvete de batata frita. Jaime coloca algo no sorvete de Jorge. O sorvete de Jorge está com minhocas, os alunos riem. Jorge ameaça Jaime, diz que ele terá que se entender com seus advogados.

Jorge joga sorvete na cara de Jaime. As crianças começam uma guerra de sorvetes. Paulo e Koki conversam com o cientista maluco, que gosta da ideia dos sabores inusitados dos sorvetes. Paulo e Koki vendem a tenda de sorvetes para o cientista maluco. Germano pergunta a Mário se tem alguma menina especial na escola, alguém que ele admira. Olívia conta a Helena que os alunos aprontaram com Jorge e a mãe dele reclamou. Olívia afirma que quer que Helena tome uma atitude.

Quarta-Feira, 04 de Maio

Capítulo 298: Olívia afirma a Helena que não quer casaizinhos andando de mãos dadas pelo pátio. Helena responde que seus alunos são novos para pensar em relacionamento.

Olívia afirma que o pior seria se os professores começassem com namoricos. Maria Joaquina conta a Alícia que todos estavam rindo dela. A patricinha afirma que os meninos disseram que nunca a namorariam, pois ela anda de skate, é desajeitada, uma moleca. Alícia fica chateada e vai conversar com Helena. Valéria vai tirar satisfação com os meninos, diz que Alícia está magoada.

Helena afirma a Alícia que ela não tem que mudar o visual para ser aceita, diz para a menina não se preocupar com o gosto dos outros. Firmino entrega um pacote do correio a Olívia: é um CD de música gravado pela professora Matilde. Helena chama a atenção dos alunos sobre a vingança que fizeram com Jorge.

Helena escreve bilhete para os pais de Jaime, Mário, Koki e Paulo. Ao abrir seu armário, Alícia encontra bilhete de admirador secreto. A menina fica apaixonada. Helena faz os alunos pedirem desculpas a Alícia. No recreio, Alícia mostra o bilhete a Margarida e Carmen. Graça vai ao laboratório de ciências para limpá-lo. A faxineira se assusta com algo.

Quinta-Feira, 05 de Maio

Capítulo 299: Graça se assusta, pois o esqueleto sumiu do laboratório. Ela vai até Renê, que conta que Helena estava usando o esqueleto durante a aula de ciências.

Graça vai até Helena perguntar, a professora diz que o usou, mas Firmino o levou de volta. Carmen e Margarida comentam com a Alícia que ela receberá um bilhete do admirador em que ele se revelará. Graça comenta com Olívia que os mortos voltaram a andar pela escola. Sem paciência, a diretora grita com Graça, diz para ela encontrar o esqueleto humano. Helena pergunta aos alunos onde está o esqueleto. Misterioso, Adriano afirma que a professora não gostará de saber.

Olívia vê o esqueleto passeando pelo pátio e fica perplexa. Ela se tranca na diretoria. Adriano conta a Helena que é provável que o esqueleto tenha revivido. Olívia conta a Graça que viu o esqueleto passando pelo pátio. Graça e Olívia ficam em pânico. As duas decidem ir ao laboratório. Firmino está com o esqueleto, pois o levou para polir os ossos. Ele acaba deixando o esqueleto na porta do laboratório, pois está atrasado para tocar a campainha do sinal.

Ao sair do laboratório, Olívia e Graça dão de cara com o esqueleto. As duas gritam desesperadas. Elas vão até Firmino, que conta que estava polindo os ossos do esqueleto. O zelador conta que foi ele quem deixou o esqueleto na porta do laboratório. Alícia flagra Mário colocando bilhete em seu armário. Mário fica surpreso ao saber que é o armário de Alícia e pede para a menina devolver o bilhete. Alícia fica triste, pois ninguém gosta dela. Mário afirma que todas as meninas deviam ser iguais a ela. Alícia pergunta a Mário para quem era a carta. Ele pede para Alícia guardar segredo. Marcelina encontra um bilhete em seu armário e fica radiante.

Sexta-Feira, 06 de Maio

Capítulo 300: Os garotos relembram a partida de futebol no estádio do Santos. As meninas lembram-se do show da banda Carrossel no estádio.

Helena comenta com os alunos que as provas finais estão chegando. Ela diz que é importante que eles estejam preparados. A professora afirma que Olívia não tem andado calma por conta da prova. Helena conta que o último teste é a própria diretora quem vai aplicar e corrigir. Os alunos não gostam nada da ideia.

Daniel afirma a Helena que todos estudarão bastante para a prova. Olívia chama Firmino sem parar, ela diz que ele tem sempre que estar às suas ordens. A diretora diz ao zelador que quer a escola brilhando. Firmino conta a Graça que Olívia exigiu que ele limpasse a escola sozinho. Graça fica indignada e diz que irá ajudá-lo.

O zelador comenta que Olívia vai precisar de Graça para fazer outras coisas. Preocupado, Firmino comenta que se ele não limpar, Olívia terá um bom motivo para mandá-lo embora. Jaime diz a Helena que está frito ao quadrado. Valéria e Davi ficam indignados ao saber que Olívia ordenou que Firmino limpasse a escola mundial.

Valéria diz a Davi que tem uma ideia. Durante o recreio, preocupados, os alunos falam sobre a prova final que Olívia irá aplicar. Valéria e Davi conversam com os colegas, pedem ajuda para limpar a escola. Maria Joaquina e Jorge decidem não ajudar Firmino. Paulo comenta com os colegas que eles poderiam espiar as perguntas que Olívia dará no teste. Jorge comenta com Maria Joaquina que está pensando em contar para Olívia que os alunos pretendem ajudar Firmino. Valéria pede a ajuda de Jaime, Paulo, Mário e Cirilo.

Segunda-Feira, 09 de Maio

Capítulo 301: Jaime diz a Daniel e Paulo que teme que Jorge conte para a diretora sobre a operação faxina.

Jorge humilha Cirilo ao dizer que ele nunca terá um carro como o dele. Jaime chama Jorge para uma conversa. Jaime enforca Jorge e o ameaça caso ele conte algo a Olívia sobre a operação faxina. Cirilo diz ao pai que se ele tivesse um carro como o de Jorge, Maria Joaquina gostaria dele. As crianças ajudam Firmino com a limpeza da escola.

Paulo está com um molho de chaves e pergunta qual delas é a da sala da diretora Olívia. Paulo pede para Firmino entrar na sala da diretora e roubar as provas finais. José vai à casa do pai de Maria Joaquina entregar cadeiras que construiu. Paulo e Jaime tramam fazer cópias da chave da sala de Olívia. Paula repreende José por ter jogado na loteria em vez de guardar o dinheiro para comprar alimentos.

Adriano imagina que Cirilo entra numa máquina de sonhos e consegue realizar o seu desejo de ter um carro como o de Jorge. Ao andar pela rua, Cirilo vê numa concessionária o carro que quer ter. O garoto fica contemplando o carro. Jorge chega com seus amigos e diz para Cirilo não perder tempo, pois ele nunca poderá ter um carro como o dele. Cirilo pergunta ao vendedor se pode entrar no carro. O vendedor autoriza e diz para Cirilo ser rápido. Jorge e seus amigos começam a gargalhar de Cirilo.

Terça-Feira, 10 de Maio

Capítulo 302: Cirilo pergunta ao pai se ele é bobo por querer um carro.

O garoto conta que Jorge riu dele. Cirilo conta que o carro custa R$12 mil e pergunta se José tem a quantia. Paulo leva uma barra de sabão à escola para tirar molde da chave da sala da diretora Olívia. Os garotos bolam um plano para distrair Firmino e pegar o molho de chaves. Jaime estranha a forma como Mário trata Marcelina.

Olívia acusa Firmino de ter mentido ao falar que não conseguiria fazer a limpeza na escola, ela o chama de preguiçoso. Para distrair Firmino, Jaime e Mário pedem a ajuda do zelador para mudar o piano de lugar a pedido de professor Renê. Paulo vai ao quarto de Firmino e faz o molde da chave da sala de Olívia na barra de sabão. Paula afirma a Jaime e Mário que conseguiu tirar o molde das chaves. Olívia chega à sala de música e pergunta o que os garotos estão fazendo, ela desconfia que eles estejam tramando algo.

Paulo, Jaime e Mário chegam atrasados à aula e inventam a desculpa de que estavam conversando sobre a prova final. José confere os resultados dos jogos que fez na loteria. Ele fica perplexo ao constatar que ganhou o prêmio de R$ 2 milhões. Cirilo está triste na aula, Helena pergunta se o garoto está bem. Olívia chega à sala de aula, ela faz comentários sobre as provas finais. No teste vai cair a matéria dada ao longo do ano. José confirma o prêmio e afirma a Paula que eles estão ricos.

Quarta-Feira, 11 de Maio

Capítulo 303: Helena aconselha os alunos estudarem todo o caderno.

Paula comenta com José que eles têm que pensar bem como vão gastar o dinheiro. Na sala, Suzana elogia Olívia pela ideia da prova final. Helena chega para falar com Olívia sobre a prova. Ela diz que a pressão pode prejudicar alguns de seus alunos. Helena tenta pedir para a diretora especificar a matéria. José vai ao banco para depositar todo o dinheiro do prêmio. Rafael vai à escola conversar com Helena sobre a prova final. A professora diz que Jaime terá que estudar bastante.

José vai à concessionária comprar o carro para Cirilo. Laura comenta com Helena que teme não conseguir fazer a prova de Olívia, pois está nervosa. Paulo vai ao chaveiro fazer as chaves com o molde da barra de sabão. O chaveiro fica desconfiado e pergunta quem pediu para ele fazer as cópias das chaves. Cirilo passa na concessionária para ver o carro, ele fica triste ao ver que o carro não está mais no mesmo lugar. O vendedor conta a Cirilo que o carro foi vendido.

Paulo telefona para Jaime e diz que eles terão que dividir os custos das cópias das chaves. Cirilo chega em casa e conta ao pai que o carro foi vendido. José pede para seu filho ir ao quarto, Paula tapa os olhos de Cirilo. Ao ver a surpresa, Cirilo fica em choque. O garoto liga para Maria Joaquina e conta que seus pais ganharam na loteria e lhe deram um carro. A patricinha o destrata, mas dá parabéns a Cirilo. Cirilo telefona para os amigos e conta a novidade. Os garotos vão à casa de Cirilo para dar parabéns ao garoto.

Quinta-Feira, 12 de Maio

Capítulo 304: José recebe os cumprimentos de Rafael e Dr. Miguel. Ao lado dos amigos, Cirilo vai para a rua testar o seu carro.

Jorge fica indignado ao saber que Cirilo ganhou um carro mais caro que o seu. Helena conta a Olívia que a família de Cirilo ganhou um prêmio na loteria. Paulo conta a Mário e Jaime que está com a cópia das chaves da sala de Olívia. Ele fala aos garotos que o plano entrará em prática à noite.

A diretora dá os parabéns a Cirilo, ela recomenda que o garoto não deixe o dinheiro subir para a sua cabeça. Renê trata Suzana com indiferença na sala dos professores. Renê deixa o computador com sua senha. Suzana descobre que o professor e Helena estão planejando uma viagem ao ver os e-mails dele.

Graça entra na sala e flagra Suzana, que inventa uma desculpa. Renê diz para Helena não marcar nada no final do mês, tem uma surpresa para ela. Paulo aconselha Cirilo a emprestar seu carro para diretora Olívia. Ingênuo, o garoto faz o que Paulo o aconselhou. Cirilo diz a Olívia que ela terá que tomar cuidado ao pegar seu carro emprestado, pois pode ficar entalada porque é um pouco pesada.

Sexta-Feira, 13 de Maio

Capítulo 305: Valéria dá indiretas em Jorge, pois ele não quer competir com Cirilo. Jorge inventa a desculpa que não vai se rebaixar.

Maria Joaquina diz a Jorge que todas as meninas estão falando que ele é covarde. A patricinha aconselha Jorge a competir com Cirilo. Jorge sonha que as meninas o chamam de covarde, medroso. O mauricinho conta aos pais que foi desafiado por Cirilo para uma corrida. Paulo, Mário e Jaime vão à escola à noite. Eles entram na sala da diretora Olívia para olhar as provas. Eles copiam os exercícios da prova.

No meio da noite, Olívia telefona para escola, pois quer fazer compras pela internet e esqueceu seu cartão de crédito em sua sala. Os meninos se assustam com o barulho do telefone e gritam. Firmino acorda, vai até a sala da diretora, os garotos se escondem.O zelador atende ao telefone, é Olívia, que pede para ele passar o número de seu cartão. Firmino sai da sala, mas se esquece de algo e retorna. Ele flagra os garotos copiando os exercícios da prova.

Firmino diz que terá que contar á diretora o que eles fizeram. Ele pede aos meninos a cópia das chaves e também folha onde copiaram as perguntas. Firmino promete ajudar os garotos a estudarem e pede para eles chegarem uma hora antes da aula todos os dias. Jorge pede para Daniel organizar a competição entre ele e Cirilo. Koki diz a Helena que ela não pode faltar na corrida, pois ela dará o sinal da largada. Helena comenta com os alunos que a corrida não pode se tornar uma rixa, pois é uma forma de entrosamento.

Vem por ai nos próximos capítulos:

Firmino pergunta a Olívia por que ela aplicará a segunda prova nos alunos, pois antes ela aplicava uma só. A diretora fica furiosa. Firmino diz a Maria Joaquina que Olívia quer conversar com ela. Olívia pede um favor à patricinha, que escreva na lousa a matéria da prova para os alunos. Paulo, Laura, Cirilo, Mário e Jaime estudam durante o recreio. Olívia conta a Graça e Firmino que resolveu instalar na escola um sistema moderno de comunicação. Olívia chega ao terceiro ano para aplicar a prova, ela adverte que se pegar alguém colando, fará picadinho. Helena afirma que Olívia está assustando as crianças.

A diretora ordena que a turma comece a fazer a prova. Jaime e Laura começam a suar durante a prova. Helena afirma a Renê que está preocupada, os alunos estão tensos. Olívia dá por encerrada a prova. Os alunos perguntam quando sairão os resultados das provas. Helena aconselha os alunos a descansarem. Laura comenta com Helena que não sabe se foi bem na prova. Alberto pergunta a Jorge se ele pode marcar a hora e o local da competição. Com seu carro, Cirilo vai à casa de Maria Joaquina perguntar se ela foi bem na prova. O garoto também pergunta para a patricinha o que ela acha do carro dele. Ela o destrata. Nos seus respectivos carros, Jorge e Cirilo se encontram na rua.

Jorge humilha Cirilo ao dizer que não vê a hora de ganhar dele na pista de kart dos irmãos Ferrari. Olívia testa a nova tecnologia que implantou na Escola Mundial e canta ao microfone. Ao ouvir, Graça fica desesperada no pátio. Alberto Cavalieri vai à casa de Cirilo e afirma a José que agendou o horário de competição na pista de kart dos irmãos Ferrari. José e Cirilo concordam com a data. Na escola, Cirilo comenta com Maria Joaquina que gostaria que ela fosse prestigiá-lo na competição. A patricinha o deixa falando sozinho. Cirilo diz a si mesmo que se Maria Joaquina não for, a corrida não terá graça.

Continuar a Ler

Helena e Renê conversam sobre a prova que os alunos fizeram. A professora demonstra preocupação com o desempenho de alguns alunos. Olívia corrige as provas e se espanta com algumas notas. Firmino entra na sala do terceiro ano e chama Jaime, Cirilo, Laura, Paulo e Mário e pede para que os alunos compareçam na sala da diretora. Helena questiona o zelador, mas ele afirma que não sabe o motivo. A professora fica preocupada e pergunta às crianças se elas estão com a consciência tranquila. Os meninos lembram o que tentaram fazer para copiar as questões da prova, mas garantem a Helena que estão. Na sala da diretora, os alunos perguntam a Firmino se ele contou à diretora o que aconteceu, o zelador garante que não. Olivia chega à sala e parabeniza os cincos alunos pela nota que tiraram na prova.

Ela revela que eles foram os melhores da sala, Jaime tirou 10. Os meninos dão a notícia ao terceiro ano. Todos ficam surpresos. A professora Helena fica feliz com a notícia. Os alunos ainda revelam que todos passaram de ano. As crianças agradecem a ajuda de Firmino, a dedicação de Helena e comemoram. Na casa de Jaime, Rafael espera o filho apreensivo. Jaime mostra sua prova ao pai, que fica imensamente feliz e orgulhoso de seu filho. As meninas marcam uma reunião com Helena na casa de Valéria. Elas querem ajudar Cirilo e pedem à professora para ajudá-las com uma coreografia, pois farão uma torcida oficial para Cirilo.

Alberto pergunta a Jorge se ele não vai treinar para a corrida. O garoto diz que não precisa, pois sabe que vai ganhar a disputa. O pai do riquinho pede ao filho para não ser orgulhoso e ainda o orienta para que leve o carro para fazer uma revisão na oficina de Rafael. Jorge diz que não, pois Jaime pode sabotar seu carro. Jaime convence Cirilo a fazer revisão no seu carro. Jorge vai à casa de Maria Joaquina e a convida para coroá-lo na premiação. A menina aceita e agradece o convite, Jorge jura que irá ganhar a corrida. A patricinha avisa as amigas que ela foi escolhida para coroar o campeão. Helena envia uma mensagem romântica para Renê.

Laura avisa Cirilo que Maria Joaquina vai premiar o vencedor, com uma coroa de flores e dois beijinhos no rosto, o garoto fica feliz e garante que precisa ganhar a corrida. Renê perde seu celular e procura na sala dos professores, no mesmo momento, Helena recebe a resposta de sua mensagem e estranha a forma que o professor respondeu. Alberto alerta Jorge que seu carro deve estar com algum problema, pois Rafael ouviu um barulho estranho no motor. O pai avisa que o carro de Cirilo está em melhores condições. O esnobe garoto chama seus amigos para pensar uma forma de estragar o carro de Cirilo, para que ele perca a corrida.

Jorge pede a ajuda dos amigos para sabotar o carro de Cirilo. Cirilo vai à casa de Maria Joaquina contar que ficou sabendo que ela colocará uma coroa de flores e dará dois beijos no ganhador da competição. Maria Joaquina manda Cirilo ir embora de sua casa. Jorge aconselha seus amigos a pedirem o carro de Cirilo emprestado para dar uma volta. Cirilo pede para Rafael revisar seu carro antes da corrida. Jorge manda seus amigos quebrarem o câmbio de marcha do carro de Cirilo. Rafael comenta com Cirilo que ouviu o motor do carro de Jorge e está desafinado. Davi vai se esconder na casa de Valéria, pois está com medo de ir ao dentista.

Renê e Helena se encontram na sorveteria. Helena mostra mensagem que recebeu em seu celular do número de Renê. O professor diz que não foi ele quem mandou e fica desconfiado, pois a Graça achou seu celular em cima do piano. Jorge paga seus amigos para quebrar o carro de Cirilo. Paulo diz a Cirilo que vai pedir a Maria Joaquina um laço de cabelo para dar sorte a ele. Ele pede R$ 50 reais para a missão. Helena trata Renê de forma estranha. O professor pergunta se ela ainda está pensando na mensagem. Ele afirma que não foi ele quem mandou. Helena comenta que não acredita que Suzana tenha mandado a mensagem. Renê pede para Helena esquecer e conta que tem um plano para os dois nas férias.

Suzana entra na sala dos professores e os convida para ir ao cinema. Cirilo pede para o pai adiantar sua mesada, pois precisa comprar “umas coisinhas”. José pergunta se tem a ver com Maria Joaquina. Paulo rouba um laço de cabelo de sua irmã Marcelina. Os amigos de Jorge pedem mais dinheiro ao mauricinho para sabotar o carro de Cirilo. Paulo entrega o laço a Cirilo, que dá R$50 reais ao peralta. Cirilo vai à casa de Maria Joaquina mostrar o laço e agradece a menina por ter dado o presente a ele. Esnobe, a patricinha diz que jamais daria um laço seu para ele. Ela afirma que mais uma vez ele foi enganado por Paulo Guerra.

Jaime vai à casa de Paulo e o faz pedir desculpas a Cirilo. Os garotos estão na casa abandonada e tentam reanimar Cirilo. Jaime chega à casa abandonada com Paulo e diz para ele entregar o dinheiro a Cirilo. Paulo confessa que o laço é de Marcelina. Jaime faz Paulo se ajoelhar e pedir perdão a Cirilo. Triste, Cirilo diz que não adianta bater em Paulo, ele queria que Maria Joaquina gostasse dele. Cirilo está com Laura em seu carro. Dois garotos se aproximam e elogiam o carro do garoto, são os amigos de Jorge, mas Cirilo não sabe. Eles pedem para Cirilo deixá-los andar no carro. Laura adverte Cirilo, mas, ingênuo, Cirilo empresta seu carro aos garotos desconhecidos. Os garotos sabotam o carro de Cirilo e o abandonam numa rua deserta. José chega e pergunta ao filho onde está o carro.

Cirilo conta que emprestou a dois garotos. José, Cirilo e Laura saem para procurar o carro e acabam o encontrando. Cirilo tenta dar partida no carro, mas o carro está quebrado. Eles levam o carro para Rafael olhar, o mecânico afirma que o câmbio de marchas está arruinado. Rafael afirma que é tão grave que Cirilo não poderá competir no domingo. Rafael diz que as peças que precisa para o conserto chegam somente em uma semana. José vai à casa de Alberto Cavalieri, encontra Jorge e conta o que aconteceu ao carro de Cirilo por ter emprestado a dois garotos desconhecidos. Jorge dissimula. José pede para Jorge adiar a corrida. Esnobe, o garoto diz que é impossível e destrata José.

Jorge diz a Maria Joaquina que o carro de Cirilo está quebrado, eles não competirão mais. José conta a Cirilo que não conseguiu adiar a corrida. Miguel vai à oficina de Rafael pedir para o mecânico consertar o carro de Cirilo, diz que não importa o preço. Rafael explica que as peças demoram a chegar. Eles têm a ideia de construir um novo carro a Cirilo com as peças e materiais da oficina. Os alunos se reúnem na casa abandonada. Jaime conta o que aconteceu a Cirilo. Todos ficam revoltados. Maria Joaquina vai à casa de Jorge e ouve às escondidas a conversa entre o mauricinho e seus amigos. Ela ouve Jorge falar sobre a sabotagem. Em casa, ela pergunta ao pai se a Patrulha Salvadora conseguirá ajudar Cirilo.

José avisa ao filho que seus amigos estão unidos para construir um novo carro para ele participar da corrida. Cirilo fica animado ao saber da notícia. Jorge recebe uma carta, assinado como ‘Senhor D’, avisando que Cirilo não será o único adversário do riquinho. O garoto fica preocupado. A notícia de um terceiro corredor se espalha e as crianças ficam surpresas e se perguntam quem é o misterioso corredor ‘D’. Na oficina de Rafael, Cirilo acha estranho não ter recebido a mesma carta. As crianças acreditam que isso seja uma mentira de Jorge para assustar Cirilo.

Rafael começa a montar o carro para o garoto. Laura pede ajuda a Valéria para reunir todas as meninas. A garota quer juntar os laços para dar sorte a Cirilo. Jorge procura o mecânico conhecido como Graxa Preta (Nilton Moraes) para que revise seu carro. As crianças ficam preocupadas ao ver a simplicidade do automóvel que Rafael preparou, mas o mecânico garante que o motor é tão potente quanto o outro. Cirilo resolve testar o carro, mas o automóvel desmonta assim que ligado. Cirilo pensa em desistir. Todos tentam animá-lo. Jorge e Maria Joaquina conversam sobre a corrida e o riquinho afirma que irá ganhar. Cirilo demonstra preocupação, pois não tem agilidade no volante. Rafael, Renê, José e Jurandir dão dicas para o garoto, que agradece toda a ajuda.

Paulo, Mário e Kokimoto armam um plano para contar a Jorge que Cirilo vai participar da corrida. Na casa de Valeria, Cirilo recebe d e Laura os laços que as meninas prepararam para lhe dar boa sorte, porém fica faltando o laço da Maria Joaquina. O garoto agradece a amizade das amigas. Jorge avisa o pai que talvez Cirilo não participe mais da corrida, pois seu carro quebrou. Alberto tem a ideia de adiar a corrida, mas o riquinho diz que não. Em frente à casa da família Cavalieri, os meninos da Patrulha Salvadora fazem uma passeata e avisam que Cirilo participará da corrida. Jorge fica irritado.

José vai à oficina de Rafael, os dois passarão a madrugada arrumando o carro de Cirilo. Em sua casa, o ingênuo garoto não consegue dormir. Cirilo imagina Jorge ganhando a corrida e todos os seus amigos torcendo pelo riquinho e zombando dele. O menino tem medo de ganhar e não conseguir fazer Maria Joaquina gostar dele. No dia seguinte, Rafael consegue terminar o carro de Cirilo. Maria Joaquina entrega a Miguel um envelope e pede para que ele entregue ao Cirilo. A menina jura que não é nenhuma carta que irá magoar o garoto. Cirilo fica surpreso ao ver o carro consertado. Rafael fica preocupado, pois percebe que o automóvel ainda está com problema. O mecânico promete que irá arrumar o que falta, mas no fundo sabe que será difícil.

Chega a hora da corrida e todos chegam para acompanhar a disputa. Jorge e Cirilo testam os carros na pista e se posicionam para começar. Miguel vai ao encontro de Cirilo e avisa que Maria Joaquina só vai chegar no final da corrida, mas entrega o envelope ao garoto. Ao abrir, para sua surpresa, Cirilo encontra o laço de Maria Joaquina e fica extremamente feliz. Rafael diz que o motor de Jorge está perfeito e que ele está preocupado com o barulho que o carro está fazendo. Laura vê os amigos de Jorge, fica desconfiada e lembra que foram eles que pediram para dar uma volta no carro de Cirilo. Cirilo e Jorge se preparam para a corrida. As meninas questionam a falta do misterioso corredor ‘D’.

Helena dá a largada, Cirilo deseja boa sorte a Jorge que o destrata. A corrida começa e todos ficam com muita expectativa. A corrida fica acirrada entre eles, Jorge ultrapassa Cirilo. Alberto observa o filho e nota que Jorge está tentando sabotar o seu adversário. O riquinho derruba água e solta fumaça na pista para atrapalhar Cirilo, que bate o carro. Surge na pista o corredor ‘D’, que ajuda o garoto a voltar para a corrida. Os meninos da Patrulha Salvadora sentem a falta de Daniel e desconfiam que ele possa ser o ‘Senhor D’. Jorge tenta armar mais uma armadilha, mas seu painel queima e Cirilo consegue ultrapassá-lo. O corredor ‘D’ também ultrapassa Jorge. O motorista misterioso o atrapalha para que ele não vença a corrida. Cirilo chega em primeiro lugar, tornando-se o campeão da corrida. Todos comemoram.

Ainda na pista, as crianças comemoram a vitória de Cirilo, mas ficam curiosas pra saber quem é o misterioso corredor ‘D’. Cirilo agradece a ajuda do corredor e lhe convida para fazer parte da Patrulha Salvadora. O piloto misterioso tira o capacete e balançando os cabelos revela, para a surpresa de todos, ser Maria Joaquina. Sorridente, ela agradece o convite de Cirilo e diz que acha que os outros meninos não vão gostar de sua entrada na Patrulha. Cirilo, como os demais, fica sem reação ao vê-la de maneira tão gentil. As crianças fazem perguntas para Maria Joaquina, que explica que aprendeu a dirigir com um primo, dono do carro, que emprestou o automóvel para ela participar da corrida. As meninas comemoram e abraçam a amiga.

Cirilo pede para os pais fazerem uma festa para comemorar sua vitória, eles concordam e convidam todos. Cirilo faz questão de convidar Maria Joaquina e seus pais. Ela não está animada para ir, mas seus pais fazem questão. Jorge fica irritado com a derrota e decide procurar um advogado para pleitear a vitória da corrida, mas o advogado se recusa. Enquanto isso, na casa de Cirilo, a festa acontece, mas o menino está mesmo na expectativa da chegada de Maria Joaquina. Quando ela chega acompanhada dos pais, Cirilo arregala os olhos e parece não acreditar. Ele fica muito feliz. Maria Joaquina diz para as amigas que realmente mudou e evoluiu sua maneira de pensar: “Antes, se eu entrasse nessa casa já estaria me coçando. Mas hoje eu vejo que é uma casa pobre, mas é bem legal”, conta.

Cirilo pergunta se ela o ajudou porque queria que ele ganhasse ou se foi para o Jorge perder. Ela diz que em primeiro lugar não achou justo ele ganhar sabendo que Jorge iria sabotar e em segundo, acha Cirilo um menino muito legal. Cirilo fica encantado e antes dela ir embora, ajoelha aos seus pés e agradece sua presença na festa. Os pais de Cirilo contam para ele que estão pensando em mudar de casa. Suzana vai ao colégio em pleno domingo para mandar um e-mail do computador da diretora Olívia. Ela envia uma foto de Helena e Renê se beijando na boca e escreve um texto questionando a postura da escola. O e-mail é enviado para todos os pais dos alunos da escola.

Suzana só não contava que seria vista por Firmino, que estranha sua presença na Escola Mundial no final de semana. As reações dos pais são variadas ao ver o e-mail. Passados cinco dias, Olívia está investigando quem enviou o e-mail para os pais. A diretora não aguenta mais receber ligações exigindo explicações sobre o tal e-mail. Suzana tenta convencer Olívia a desistir de descobrir o culpado que enviou o e-mail aos pais e sugere que ela puna os verdadeiros culpados, Renê e Helena. A vilã ainda diz que Renê foi vítima e que Helena que sempre se ofereceu para o professor.

Helena dá aula preocupada. Firmino e Graça chegam à conclusão que o texto das fotos foram descontextualizados para prejudicar Helena. Olívia chama Renê para conversar na sala. As crianças tentam consolar Helena. O professor passa na sala de Helena e diz que acha que será mandado embora. Valéria está no banheiro e escuta Suzana falando sozinha. A megera diz que não gosta de Helena e que se ela quer ficar com Renê, também ficará sem o emprego. Suzana vê Valéria e tenta coibir a menina a não dizer nada o que ouviu. Olívia ouve as explicações de Renê e diz que ele pode estar dizendo a verdade, mas os pais não irão compreender. Suzana rasga o diário de classe de Helena na frente de Valéria e diz que irá incriminá-la e assim acabar com ela e Helena de uma só vez. Olívia demite Renê.

Paulo e Kokimoto armam mais uma e colocam pimenta no lanche da merenda da escola. Todos pulam e gritam no pátio após comerem o lanche. Olívia, que iria falar com Helena, resolve ver o que está acontecendo no pátio. Ela fica brava com a bagunça que vê e pede explicações. Laura tenta dizer que colocaram pimenta no lanche. A diretora experimenta o lanche e passa a entender o motivo daquela baderna toda. A diretora grita pedindo água. Enquanto isso, na sala da diretora, Suzana entra empurrando Valéria, mas para surpresa da professora, se depara com Helena. Suzana diz que Valéria rasgou o diário de classe, mas a menina diz que é mentira. Helena diz que Valéria não faria isso. Valéria diz que não teria motivo pra rasgar ou querer alterar sua nota, pois havia passado de ano com boas notas. A menina revela ainda que descobriu que Suzana foi quem mandou o e-mail do beijo.

Helena parece não acreditar no que ouve. Suzana diz que só Helena pra ser mais burra que uma menina de 9 anos. A vilã ainda chama Valéria de maldita, fazendo com que Helena diga que não admite que ela fale assim sua aluna. Irônica, Suzana pergunta: “A princesinha ficou nervosa? Acordou pra vida?”. Enquanto isso, Paulo e Kokimoto caem na própria armadilha, comem o lanche apimentado e saem gritando. O senhor Morales chega no colégio e fica assustado com tanta correria, gritos e principalmente ao se deparar com Olívia bebendo água em um galão de 20 litros. Na sala da diretora, Suzana diz que esse tempo fingiu que havia entendido Helena, mas que não gosta dela. Valéria vai até o microfone da sala de Olívia e discretamente o liga para que através dos alto-falantes espalhados pela escola, Suzana seja desmascarada e todos escutem o que ela diz. A vilã não percebe e diz que o professor Renê é dela. Helena diz que ela e Renê se amam. Suzana se irrita e manda a professora calar a boca e não repetir mais isso. Suzana diz ainda que não é inocente, mas sim esperta.

A vilã revela que foi ela quem armou todos os desencontros da Helena com Renê e que foi ela quem tirou a foto e mandou para todos os pais. Morales e a diretora escutam tudo do pátio e ficam chocados. Renê entra na sala e diz para Suzana que tudo acabou neste momento. Valéria revela que para Suzana que todos da escola sabem de tudo, pois ela ligou o microfone. Suzana fica irritada. Morales diz que Helena e Renê não podem ser mandados embora, pois não infligiram nenhuma regra, ao contrário de Suzana. As crianças, que também estão no pátio, escutam tudo e comemoram ao escutar que Suzana será demitida. Olívia entra na sala e diz que chega de estardalhaço em pleno último dia de aula. Todos saem da sala, menos Suzana que recebe a notícia que foi mandada embora. As crianças contam que Renê e Helena não serão mais mandados embora e que até Morales concordou.

o empresário diz para Olívia que não acha necessário demitir Suzana por justa causa. Suzana arruma suas coisas e se prepara para sair da escola. A professora maltrata os alunos pela última vez. Eles começam a jogar bolinhas de papel e a gritar para que a megera vá embora. Alberto conversa com Jorge sobre a sua fatura do cartão de crédito e pergunta ao filho sobre um saque que foi utilizado para alterar o carro que usou na corrida. A família Rivera está pronta para mudar de casa. Cirilo confessa que não gostaria de ir embora, Paula explica ao filho que as mudanças são necessárias na vida. Helena e Renê levam as crianças na sorveteria para comemorar o fim das aulas.

Suzana passa no local e se incomoda com a felicidade de todos. A megera promete voltar e se vingar. Os alunos comemoram a permanência dos professores Renê e Helena. A professora avisa aos alunos que no próximo ano, talvez, não dê mais aula para eles. Paula e José se despedem da casa antiga. O casal venda os olhos de Cirilo e o levam para conhecer a nova casa da família Rivera. Miguel diz a Maria Joaquina que está muito orgulhoso da filha por ela ter ajudado Cirilo na corrida. A patricinha confessa ao pai que o garoto foi enganado, pois Jorge sabotou o carro de Cirilo. Miguel promete fazer o que é certo. José, Paula e Cirilo chegam à casa nova. O garoto fica impressionado com o novo lugar. Miguel vai à casa de Alberto e revela ao pai de Jorge que seu filho pagou dois amigos para sabotarem o carro de Cirilo.

Jorge escuta a conversa atrás da porta. Cirilo fica encantado com cada detalhe de seu novo quarto. Porém a sua maior surpresa e alegria foi à descoberta de que sua janela fica de frente para a janela do quarto de Maria Joaquina. Cirilo vibra muito ao descobrir que agora é vizinho da patricinha. A Patrulha Salvadora se reúne na casa abandonada e conversa sobre o que farão nas férias. Cirilo olha pela janela de seu quarto e vê Maria Joaquina e Jorge discutindo. O garoto fica irritado ao ver o riquinho gritando com a patricinha. Inconformado, Cirilo vai à casa de Maria Joaquina para defendê-la. Jorge destrata o garoto e o chama de ‘novo rico’. Cirilo avisa a patricinha que será seu novo vizinho. Os meninos discutem e começam a brigar, no mesmo momento Paula e José chegam e apartam a briga.

As crianças conversam na casa abandonada sobre o que vão fazer nas férias. Laura dá a ideia de fazer um almoço romântico em homenagem aos professores Helena e Renê. Apesar de alguns meninos não concordarem, a maioria vence e eles começam a planejar. Helena recebe em sua casa um bilhete e um presente. Ao abrir a caixa ela percebe que ganhou um urso de pelúcia e ao ler a carta, pensa que foi o professor que a enviou. Na praça, Kokimoto e Paulo observam Renê. Os garotos colam uma carta na bola e chutam para perto do professor. Renê pega a bola, sem notar quem a chutou e lê o bilhete que está escrito: “Siga o seu coração e te darei uma surpresa”.

Apaixonado, o professor pensa que é um bilhete de Helena. Alberto pede desculpa a José pelo comportamento de seu filho na corrida. Paula avisa a todos que a família se mudou para o mesmo bairro e Rosana debocha. Os pais de Maria Joaquina contornam a situação e ficam felizes com a notícia. As crianças preparam o almoço romântico para os professores, com a ajuda de Eloisa. Maria Joanina aceita o convite de Cirilo e vai até sua casa. O garoto fica feliz ao vê-la e promete mostrar o novo local onde mora. Alberto leva Jorge e seus dois amigos, Erick e Atílio, à casa de Cirilo.

O pai de Jorge avisa a José que arcará com todas as despesas que o filho causou e diz que ele será castigado. Erick e Atílio pedem desculpa a Cirilo, mas Jorge se recusa. O ingênuo garoto pede a Alberto que não brigue com Jorge. Helena chega à casa abandonada e se surpreende com toda a decoração. Renê aparece e a professora agradece ao namorado pela surpresa, mas o professor garante que a ideia não foi dele. As crianças aparecem e começam a servir o almoço, o casal se surpreende.

Na casa de Cirilo, Jorge não se redime e destrata o colega. José fica irritado ao ver a atitude do garoto, mas o riquinho não se importa e continua. Alberto obriga o filho a pedir desculpa. O pai de Jorge agradece Cirilo por ele ser tão compreensivo, o garoto acredita que o mauricinho ainda irá mudar. Olivia avisa Graça que Firmino entrará de férias. A faxineira fica inconformada que ela terá que cuidar de tudo sozinha. Cirilo espera Maria Joaquina para irem juntos ao jogo. A patricinha entra no carro do garoto e eles saem. Jorge observa tudo.

Cirilo chega com Maria Joaquina no campo onde ele irá jogar futebol com os meninos. Cirilo promete fazer um gol para a patricinha. Maria Joaquina vai até as outras meninas que falam em tom de brincadeira que os dois estão namorando. O jogo começa e Cirilo fica admirando Maria Joaquina ao invés de prestar a atenção na partida. O menino leva uma bolada na cabeça e todos riem. Firmino e Graça conversam na sala dos professores. Ele explica como a faxineira deve cuidar da escola no período de férias. Ao mencionar as chaves que sempre carrega, Firmino diz que elas guardam muitas histórias. Graça fica curiosa e insiste para que o porteiro conte quais são esses segredos.

Firmino revela que numa noite Jaime, Paulo e Mário entraram escondidos na escola usando uma cópia de sua chave. Os meninos queriam copiar o resultado da prova de matemática, mas foram pegos em flagrante por Firmino. De volta ao jogo, Cirilo marca um gol. As meninas comemoram e gritam seu nome, mas quando param percebem que Maria Joaquina continua empolgada. Cirilo sai correndo e se ajoelha pra comemorar o gol. O menino tira a camiseta do time e exibe uma outra camiseta com a declaração: “Maria Joaquina, eu te amo”. Cirilo manda beijos para a patricinha, que tenta esnobar a atitude.

Kokimoto se machuca durante o jogo. Alícia pensa que poderá substituí-lo, mas um garoto aparece e pede para jogar. Os meninos concordam. Ele se apresenta como Lucas (Pedro Henrique). Adriano chuta a bola numa casa do lado e quebra o vidro de uma janela. O morador vai ao campinho tirar satisfação. Lucas assume a responsabilidade, liga para o pai e pede para que ele separe seu dinheiro da mesada para pagar o homem. O rapaz diz que não precisa e pede pros meninos tomarem mais cuidado. Espantados, mas felizes com o comportamento de Lucas, os meninos o convidam pra conhecer a cede da Patrulha Salvadora.

Na escola, a diretora Olívia se diverte com o ensaio de como dizer para as crianças que no próximo ano elas terão novas matérias e que a Helena não dará mais aula para elas. Olívia ainda pensa em dizer que se necessário for, ela mesma será a nova professora do quarto ano. Na casa abandonada, os meninos acabam revelando pra Lucas a história do roubo da prova. O que elas não imaginam é que Lucas está a trabalho de Jorge. O menino conta tudo para o riquinho, que lhe orienta a sumir por uns tempos para não levantar suspeitas.

Valéria e Bibi vão até a casa de Helena. As meninas dizem que estão com a missão de conseguir manter Helena como professora da turma no próximo ano. Helena diz que não depende dela, mas que carrega um carinho por todos. Jorge liga na sala da diretora. O menino engrossa a voz e se identifica como defensor da justiça. Jorge diz que Laura, Paulo, Cirilo, Jaime e Mário usaram as chaves de Firmino para entrar na escola durante a noite e roubar o resultado das provas da gaveta da direita. Olívia fica inquieta com a notícia. Jorge desliga o telefone e comemora. Olívia chama Firmino em sua sala e questiona a história das chaves.

As meninas se reúnem na casa de Maria Joaquina e esperam ansiosamente Valéria e Bibi, que foram à casa da professora Helena convencê-la a dar aula no próximo ano para a mesma turma. Firmino conta a Olivia o que aconteceu naquela noite, mas a diretora acredita que o porteiro tenha traído sua confiança por não ter lhe contado o que aconteceu e promete tomar providências. Olivia liga para todos os pais dos alunos envolvidos e convoca uma reunião. Valéria e Bibi chegam à casa de Maria Joaquina com a notícia de que Helena não pôde aceitar a sugestão das alunas.

Marcelina recebe uma mensagem de Paulo avisando que a diretora marcou uma reunião com os pais de alguns alunos e que a mãe de Laura também foi chamada. A garota fica assustada e vai embora correndo. Paulo, Mário, Jaime, Cirilo e Laura se reúnem na casa abandonada e começam a pensar nos motivos que fez com que Olívia chamasse seus pais. A diretora conta a Helena o que aconteceu e a professora fica decepcionada. Olívia diz que ficou sabendo do ocorrido por conta de um informante secreto. As meninas estranham a atitude de Laura e Valéria descobre que a diretora está na casa de Helena.

Olívia tenta fazer com que a professora desista de seus alunos no próximo ano, para que ela tome conta deles. A diretora diz que Helena é muito ingênua, mas a professora defende as crianças e acredita na bondade deles. Olívia está determinada a mudar as regras da escola e sugere em expulsar os alunos que tentaram roubar a prova. A diretora comunica Firmino que marcou uma reunião com os pais e pede a presença do porteiro. Os garotos ficam com medo e Laura acredita que Olívia tenha descoberto tudo.

Mário fala aos amigos que eles poderiam ir conversar com a professora Helena. Todos chegam à escola e Olívia dá inicio a reunião. A diretora conversa com os pais e revela o que os filhos fizeram. Ela proíbe Firmino de falar tudo o que aconteceu e só conta uma parte da história. As crianças vão à casa de Helena e pedem perdão. A professora diz aos alunos o quanto ficou chateada com o que fizeram. Os pais falam para Olivia que seus filhos estudaram e por isso foram bem na prova. Firmino concorda e a diretora o destrata.

Helena avisa aos alunos que eles passaram de todos os limites. As crianças se arrependem do que fizeram e pedem perdão. A professora os perdoa, mas afirma que é a última chance. Os pais questionam Olívia sobre o que realmente aconteceu. Firmino fica irritado ao ver a diretora esconder parte da história e decide contar tudo. Helena revela as crianças que não foi Firmino que contou a Olivia e sim um informante misterioso. Jaime relembra o que contaram a Lucas na casa abandonada. Firmino conta a verdadeira versão e os pais ficam mais aliviados.

Mas a diretora diz que ainda sim é uma atitude imperdoável e afirma que a explicação não muda nada. Olívia diz que eles invadiram a escola e que isso é crime e podem ser expulsos. A diretora dá uma segunda alternativa aos pais, ela diz que acompanhará seus filhos bem de perto no próximo ano. Os pais se preocupam como ficará a situação de Firmino e prometem ajudá-lo se algo acontecer. Os meninos se perguntam como Olívia conhece Lucas, no mesmo momento eles avistam Jorge deixando Lucas em casa e entendem o que aconteceu. As crianças param o riquinho na rua e tiram satisfações. Renê recebe um telefonema de Helena e a professora conta o que aconteceu ao namorado.

Suzana escuta tudo escondida atrás de uma árvore. Jaime ameaça bater em Jorge, mas Cirilo o defende. O riquinho diz que não precisa ser defendido por um filho de carpinteiro. Cirilo não aceita a ofensa e o empurra na lama. Os pais de Rafael, Paulo, Mário, Laura e Cirilo têm uma séria conversa com seus filhos. Jorge chega em casa e avisa Alberto que Cirilo o empurrou em uma poça de lama. E ainda diz que o garoto estava acompanhado de doze meninos. O pai do riquinho diz que vai conversar com José para entender essa história. Alberto vai à casa de Cirilo. O pai de Jorge revela a José o que aconteceu e o carpinteiro estranha que Cirilo tenha tomado essa atitude. Firmino arruma sua mala e se despede da Escola Mundial.

Firmino vai embora do colégio, mas antes diz: “muito obrigado”, no pátio da escola vazio. Helena conta pra Renê que as crianças insistiram muito para que ela continue dando aula para eles. Firmino vai até a casa de Helena, diz que foi mandado embora e pede ajuda. Alberto e José conversam pra entender o que aconteceu entre seus filhos. José leva Cirilo pra explicar melhor a situação para os dois. Renê e Helena se prontificam a falar com Olívia. Cirilo conta o que na realidade aconteceu e Alberto fica decepcionado com o comportamento de Jorge. Alberto coloca o filho de castigo e o deixa um mês sem carro.

Rafael oferece sua casa para que Firmino possa ficar por um tempo. Jaime diz que vai ser como morar com seu avô, que morreu antes dele nascer. Rosana conversa com Alberto e decidem dar um cachorro para Jorge com a esperança de que a compaixão do menino aumente com um animal de estimação. Antes de dormir, Jorge reclama chateado que não aguenta mais se sentir tão sozinho. No outro dia, Helena tenta convencer Olívia a mudar de ideia. De repente começa uma manifestação na escola em prol do Firmino. A manifestação de Cirilo, Laura, Mário, Jaime e Paulo é inspirada no movimento ‘Caras Pintadas’, do qual o pai do Mário participou na juventude.

As crianças gritam: “Firmino Já!”. Rosana e Jorge vão ao PetShop escolher um filhote de cachorro. Porém os cachorros abandonados e adultos que estão para adoção acabam chamando mais sua atenção do que os filhotes a venda. Em um ato de bondade, Jorge diz para a mãe que quer levar uma cachorra da raça de Rabito. Olívia se descabela toda com a bagunça do protesto e fica em estado de nervos. Os pais das crianças chegam à escola. A diretora pensa que isso representa a volta da ordem, mas para sua infelicidade os pais se unem a seus filhos no protesto.

Alberto fica surpreso e feliz por Jorge adotar um cão abandonado ao invés de comprar um filhote de raça. O riquinho batiza sua cachorra com o nome Maria Antonieta. Mais tarde, Maria Joaquina se recusa a brincar no parque com Jorge. Enquanto isso, na Escola Mundial, os alunos e seus pais continuam o protesto para que Firmino seja recontratado. A diretora Olívia volta atrás e comunica que Firmino voltará a trabalhar na escola. Os alunos e os pais comemoram. Mário encontra Jorge, que o apresenta Maria Antonieta. Rabito fica interessado na cachorra do riquinho.

Alberto está feliz ao ver a mudança do filho, mas gostaria que Jorge também se relacionasse com outras crianças. Ao tentar tirar Maria Antonieta debaixo do carro, Jorge machuca a pata de sua mascote. Jorge se sente culpado. Preocupado, decide levar a cadela até a casa de Mário, que sabe como tratar de animais. Mesmo não se considerando amigo do riquinho, Mário se sente na obrigação de ajudar Maria Antonieta. Feliz, Firmino volta ao colégio e agradece todos que protestaram a seu favor. O porteiro diz que considera todos os alunos como sua família do coração e que não suportaria ficar longe de seus amigos. Mário imobiliza a pata de Maria Antonieta e Jorge agradece. Alberto oferece dinheiro ao garoto, que não aceita.

Alberto conversa com Jorge e tenta explicar que é importante o filho fazer amizades, pois dinheiro não é tudo na vida de uma pessoa. Firmino agradece Olívia por aceitá-lo de volta e pede desculpa por tudo o que aconteceu. Mário, acompanhado do mascote Rabito, vai à casa de Jorge, Rosana o destrata e diz que seu filho não poderá atendê-lo. Jorge vê o garoto indo embora e pede para que ele entre. Alberto pede para Jorge convide convidar Mário para brincar.

Helena vai à escola para agradecer Olívia por ter aceitado Firmino de volta. A diretora confessa que só fez isso por medo de Morales intervir na situação. A professora diz não acreditar, pois sabe que Olívia possui um carinho por todos. Mário fica na casa de Jorge, o garoto diz que ensinará o riquinho a empinar pipa. Rosana diz ao marido que não gostou da ideia de deixar Mário ficar na casa. Alberto explica que o filho está sofrendo de solidão e pede para que ela estimule o Jorge a fazer novas amizades. Mário e Jorge empinam pipa juntos, o riquinho fica contente em ter um amigo para brincar. Enquanto isso, Rabito se aproxima de Maria Antonieta. Miguel pergunta para Maria Joaquina se ela e Jorge já estão conversando.

A riquinha diz que não e Miguel explica que isso não é uma atitude correta. Entusiasmado, Jorge chega em casa para tentar contar a sua mãe o que aprendeu com o seu novo amigo. Rosana fica irritada ao ver o filho sujo e pede a ele que nunca mais brinque com Mário. O riquinho diz que o garoto é seu amigo e Alberto o defende. Jorge confessa ao pai que gostou de brincar com Mário, mas que não sabe se é certo os dois serem amigos. Rabito fica desanimado e Mário não sabe o que fazer para animar o amigo. Mário suspeita que Rabito esteja apaixonado por Maria Antonieta. Alberto vai até a casa de Mário para convidá-lo para sempre que quiser ir à sua casa brincar com Jorge.

O riquinho encontra Maria Joaquina e lhe convida para brincar de pipa. A garota diz que está cansada e não aceita. Mário conta a Alberto que seu filho nunca quis se aproximar dele e nem de seus amigos. O pai de Jorge pede a Mário que o ajude a fazer com que Jorge se relacione com todos. O garoto garante a Alberto que irá ajudá-lo. Mário convida Jaime, Cirilo e Paulo para irem brincar com Jorge e explica sobre o pedido de Alberto, os meninos não concordam. Na casa abandonada, Mário está pensativo, quando Daniel chega e pergunta o que o amigo faz ali.

Mário conversa com o garoto e explica o que está acontecendo. Daniel aceita a missão e os dois vão ao encontro do riquinho. Rabito entra na casa da família Cavalieri, sem ser convidado, para ver Maria Antonieta. Mário revela a Jorge e Daniel que seu mascote está apaixonado pela cachorra. Rosana conversa com Clara e demonstra preocupação com as novas amizades de seu filho. A mãe de Jorge tem medo que o riquinho seja assaltado pelos novos amigos. O mauricinho mostra aos amigos as novas pipas que ganhou de seu pai e dá uma de presente a Mário, por ele ter o ajudado quando mais precisou.

Jorge, Mário e Daniel brincam juntos de empinar pipa. Alberto fica feliz ao ver o filho fazendo novas amizades e diz a Rosana que Jorge aprendeu a empinar pipa muito bem, mas Rosana não se preocupa com as novas amizades. No dia seguinte, Mário e Daniel se encontram para passarem mais um dia na casa de Jorge. Paulo e Kokimoto não acreditam que seus amigos estejam brincando com o riquinho. Alberto dá ao filho uma bola de futebol e Rosana diz que Jorge não gosta de jogar bola, mas o mauricinho intervém e diz que amou o presente. Rabito vai ao encontro de Maria Antonieta e leva uma bolacha canina para sua amada.

Jorge mostra aos amigos sua nova bola e todos vão brincar juntos. Enquanto isso, os outros alunos da Escola Mundial se encontram na casa abandonada para discutirem como poderão fazer para Helena continuar a dar aula para eles no próximo ano. As meninas avisam que já conversaram com a professora e que ela disse que Olívia não aceitaria. Adriano tem uma ideia para convencer a diretora. Rosana fica irritada ao ver o filho brincando na rua. Alberto chama a atenção de sua mulher. Os alunos resolvem enviar mensagens subliminares a Olívia, mas antes decidem segui-la para descobrir qual é sua rotina. Mário, Daniel e Jorge decidem fazer uma competição de chutes ao gol.

Ao chutar a bola, o riquinho quebra a janela de sua casa. Sua mãe fica furiosa e pede ao marido mandar os meninos embora, mas Alberto se recusa. Rosana pergunta ao filho quem quebrou a janela, Jorge coloca a culpa em Mário e Daniel que se espantam com a mentira do garoto. Os meninos garantem que não foram eles e decidem ir embora. Alberto acredita que a culpa não foi dos novos amigos de seu filho. Kokimoto e Bibi começam a investigar Olívia. Jorge fica irritado e Rosana tenta acalmá-lo. O riquinho culpa a mãe por tudo o que aconteceu e pede para ficar sozinho. Kokimoto e Bibi estranham Olívia entrar em uma floricultura, comprar um buquê de flores e dizer que voltará no dia seguinte.

Daniel e Mário chegam à casa abandonada e seus amigos começam a zombar deles. Os dois contam o que aconteceu na casa de Jorge. As crianças não gostam da atitude do riquinho e decidem que precisam ensiná-lo como ser um amigo de verdade. Kokimoto e Bibi encontram as crianças e mostram as anotações que fizeram sobre a rotina de Olívia. Jaime e Adriano decidem que o plano será colocado em prática no dia seguinte. Ao amanhecer, Jorge continua irritado. Sem seus amigos, o garoto relembra os momentos que passou ao lado de Mário e Daniel. Jorge percebe que Maria Antonieta está triste e que nem ela quer brincar com ele.

as crianças se reúnem na casa abandonada e começam a colocar em prática o plano de fazer com que a professora Helena dê aula para o quarto ano. Olívia recebe a primeira mensagem subliminar que diz: “Estatísticas apontam que alunos do ensino fundamental progridem mais quando seguem com a mesma professora nos anos seguintes”. A diretora fica inconformada e rasga a correspondência. Mário e Daniel tentam cumprir a outra parte do plano na floricultura, mas Rabito entra no local, rouba uma flor e foge. Jorge está triste e entediado em casa, Rosana se preocupa com o filho e fala para garoto ir brincar. O riquinho diz à mãe que não tem amigos. Ela lembra o filho de seus outros amigos ricos, mas nenhum deles quer brincar com Jorge.

Maria Antonieta continua triste, mas o mauricinho não entende o motivo e estranha o comportamento da cachorra. Olívia chega à floricultura, Daniel coloca o buquê de flores em cima do balcão e a diretora se surpreenda com outro bilhete que diz: “Ninguém separa aquilo que o amor uniu”. A diretora desconfia que a mensagem tenha vindo do vendedor e os garotos acreditam que Olívia não tenha entendido a mensagem. Rabito leva a rosa para Maria Antonieta, mas Jorge o expulso do lugar. Valéria e Jaime vão à farmácia e se escondem. Olívia vai buscar seus remédios e as crianças colocam um panfleto em cima do balcão, a diretora lê o papel com a seguinte mensagem: “Você é diretora de escola? Não consegue dormir por causa da bagunça dos alunos? Principalmente por aqueles pestinhas do terceiro ano? Chegou Helenol, contra dores de cabeça causada por alunismo”.

Olívia suspeita da mensagem e encontra os dois alunos escondidos, Valéria e Jaime, que não sabem como se explicar. Olívia tem a certeza que os outros alunos também estão envolvidos. As crianças garantem que não, mas a diretora fica irritada e garante que Helena não dará aula para o quarto ano. Jorge tenta animar sua cachorra, mas o riquinho sabe que Maria Antonieta está apaixonada. Mário conta para Natália e Germano sobre a paixão de Rabito. O pai do garoto fica feliz ao ver o bom relacionamento do filho e da madrasta. As crianças vão à casa de Helena contar o que fizeram. A professora se preocupa com a atitude de seus alunos e imagina que Olívia tenha ficado brava. Rabito foge de casa. Olívia liga para Helena e marca uma reunião na escola. Rabito invade a casa de Jorge e o mauricinho fica inconformado.

Mário chega em casa e não encontra Rabito. Jorge vai até a casa de Mário levar Rabito e avisar que não quer que o cachorro fique perto de Maria Antonieta. Na casa abandonada, as crianças discutem sobre o plano que deu errado. Daniel acalma a situação e os alunos decidem que acompanharão Helena até a escola. A professora chega à diretoria para conversar com Olívia. A diretora avisa Helena que seus alunos passaram dos limites. A professora pede paciência, pois os alunos estão em fase de transição. Olívia diz que as duas têm opiniões muito diferentes. Alberto aconselha seu filho a pedir desculpa aos amigos. Jorge diz que não irá fazer isso. Maria Antonieta foge de casa.

Os alunos esperam ansiosos por Helena do lado de fora da escola. Enquanto isso, a professora diz a Olívia que gostaria de dar aula para o quarto ano. A diretora debocha e não concorda com Helena. Jorge procura Maria Antonieta por todos os cantos de sua casa, mas não a encontra. Rosana ajuda o filho a procurá-la. A mãe de Jorge dá a notícia para Alberto sobre o sumiço da cachorra, o riquinho se culpa e pensa que Maria Antonieta fugiu por culpa dele. Helena sai desconsolada e as crianças ansiosas questionam a professora.

Triste, Helena dá a notícia que Olívia não permitiu que continue dando aula para eles no quarto ano. As crianças ficam tristes e chateadas. Natália procura Rabito, mas não o acha. Germano tranquiliza a esposa. A madrasta fica preocupada com o sumiço do cão. Mário chega em casa e seu pai avisa que Rabito fugiu novamente. Natália pede desculpas ao enteado, mas Mário diz que a culpa não é dela e sabe onde o cachorro está. O garoto vai à casa de Jorge, mas o riquinho diz que Maria Antonieta também fugiu de casa. Os dois saem para procurar, mas não acham seus mascotes. Cirilo descobre sobre o sumiço de Rabito e avisa Maria Joaquina. Os dois decidem ajudar.

Mário e Jorge culpam um ao outro pelo desaparecimento dos cachorros e começam a brigar. Cirilo e Maria Joaquina apartam a briga e avisam que vão ajudá-los a procurar. Todos saem em busca para encontrá-los, mas não acham Rabito e Maria Antonieta. Maria Joaquina conversa com Cirilo sobre o comportamento hostil de Jorge. A patricinha não entende porque Cirilo ficou com pena de Jorge. Em seu quarto, Mário relembra os momentos que passou ao lado de Rabito. Natália fica preocupada com o garoto e, novamente, pede desculpa. Mário abraça a madrasta e os dois prometem encontrar Rabito.

Rosana se preocupa com Jorge, pois o garoto continua triste pelo sumiço de Maria Antonieta. Jorge culpa a mãe por não ter amigos. Mário não consegue dormir, pois sente falta de Rabito. Natália e Germano tranquilizam o garoto. Mário decide sair escondido, no meio da noite, para procurar Rabito e envia uma mensagem para Cirilo. O garoto chama Maria Joaquina, pela janela, e avisa que Mário pediu ajuda para procurar Rabito. A patricinha diz que também irá ajudar e chama seu motorista para acompanhá-los. Os três amigos se reúnem na casa de Cirilo. Maria Joaquina dá a sugestão de chamar Jorge, assim também poderiam procurar Maria Antonieta.

Enquanto isso, Rabito leva sua namorada a um restaurante italiano. O cachorro apresenta Maria Antonieta ao seu amigo, o Chefe de Cozinha (Olivier Anquier). O cozinheiro decide preparar um jantar especial para os cachorros. Jorge recebe uma mensagem de Maria Joaquina e fica animado para encontrar Maria Antonieta. Os quatro amigos procuram os mascotes pelas ruas, quando encontram Rabito e a namorada jantando ao luar. As crianças ficam felizes ao encontrá-los e observam o casal canino apaixonado. Jorge fica irritado ao ver Maria Antonieta com Rabito. O riquinho e Mário começam a discutir, pois Jorge destrata seu cachorro.

As crianças vão à casa de Mário e prometem não contar para ninguém que saíram à noite para procurar os cachorros. Cirilo e Maria Joaquina conversam em frente à casa da patricinha. A garota é gentil com o menino e diz que achou a noite legal. Os dois se despedem com um abraço. Cirilo chega em casa abismado com a atitude de Maria Joaquina. O garoto acaba dormindo no sofá e sonha com a amada. Em seu sonho, Cirilo é acordado por seus pais, que o avisam que tem um caminhão de mudança em frente da casa de Maria Joaquina. Desesperado, Cirilo vai ao encontro de sua amada que diz que irá se mudar por não aguentar mais ser sua vizinha.

Ao acordar, o garoto se sente aliviado por ter sido apenas um sonho. Natália fica aliviada pela volta de Rabito, mas percebe que o cachorro está desanimado. Mário desconfia que seu mascote esteja apaixonado. O garoto vai à casa de Jorge. Rosana fica irritada pela presença de Mário. O riquinho manda dizer que ele não está e Alberto recrimina a atitude de seu filho. Mário está decidido que ele e Jorge precisam tomar uma decisão em relação aos seus cachorros.

Jorge faz uma planilha de dias e horários que Rabito poderá visitar Maria Antonieta. Apesar de não concordar, Mário faz a vontade do riquinho. A família Medsen conversa sobre a viagem que farão nas férias. Cirilo invade a casa de Maria Joaquina e pergunta se a patricinha irá se mudar. A garota diz que não, o que deixa o garoto aliviado. Clara e Miguel o convidam para o café da manhã e Cirilo aceita. Na casa abandonada, as crianças conversam sobre a próxima missão que a Patrulha Salvadora irá cumprir. As meninas dizem que todos devem brincar juntos.

Mário conversa com Rabito e explica que para continuar encontrando Maria Antonieta, ele deverá ter bons modos, do contrário, Jorge proibirá a visita dele. As crianças brincam na casa abandonada e Paulo tranca Kokimoto na passagem secreta. O samurai não gosta da brincadeira. Mário dá aula de etiqueta para Rabito, o garoto tem dificuldade para ensiná-lo e se preocupa. Os meninos admitem que gostaram de brincar ao lado das meninas. Natália conversa com Mário e fica impressionada com a habilidade do garoto em ensinar. A madrasta diz que precisará de sua ajuda para cuidar e ensinar Diana (Julia Zimmermann), sua irmã mais nova.

Jaime está de castigo e sua mãe fica preocupada que o filho fique só em casa. Ela pede para Jaime dar uma volta e ir encontrar seus amigos. O garoto concorda e ao sair de casa, deixa cair uma casca de banana no chão. Rafael escorrega, cai e se machuca. As crianças se reúnem na praça e sentem-se entediadas por não terem o que fazer. Daniel dá a ideia de todos brincarem de esconde-esconde. As crianças brincam e depois vão todos embora. Valéria pede a Davi para ficaram mais um pouco. O garoto faz uma surpresa para namorada e grava as iniciais “D e V” em uma árvore. Valéria fica feliz ao ver a homenagem. No dia seguinte, Cirilo está encantado ao observar a janela de Maria Joaquina. Paula pergunta ao filho se ele ainda gosta da patricinha.

O garoto sonha com o dia em que ele e Maria Joaquina serão namorados. Davi vai à casa de Valéria para um piquenique na praça. Ao chegarem ao local, às crianças percebem que a árvore que Davi marcou as iniciais está prestes a ser derrubada. Valéria fica irritada e diz aos homens que eles não podem derrubar a árvore que é do casal. A garota dispersa os funcionários da construtora, sobe na árvore e diz que se eles a derrubarem, terão que passar por cima dela também. Davi fica preocupado com a atitude da namorada. Na casa abandonada, as crianças recebem a noticia de que Valéria está em cima de uma árvore que será derrubada. Todos vão para a praça.

Davi pede para os homens da construtora terem paciência, pois Valéria é muito teimosa. A garota diz que não vai deixar os homens derrubarem a árvore. Todos na praça se comovem com a atitude da garota e a apoiam. Um carro de reportagem chega ao local e entrevista Valéria. A repórter se encanta com a coragem da menina. Rosa e Ricardo assistem ao jornal e veem Valéria na televisão. Kokimoto, Adriano, Alícia e Bibi chegam na praça para apoiar a amiga. Rosa liga para Helena e dá a notícia de que Valéria está tentando salvar uma árvore. A professora fica feliz com a atitude da aluna, mas desconfia que tenha algum outro motivo por trás.

Valéria está decidida em não sair da árvore. Rosa chega ao local e pede para a filha descer. Davi explica o que aconteceu e a mãe da garota pede ajuda ao garoto, que diz que está tentando convencê-la, mas ela não o escuta. Os homens avisam que a prefeitura modificou a obra e que não irão mais cortar a árvore e nem desmatar a praça. Todos comemoram e Valéria fica feliz por ter conseguido salvar a árvore que é tão especial para ela. Rosa fica orgulhosa da filha. Maria Joaquina convida as amigas para brincarem com ela, mas só Carmen aceita. A patricinha dá a ideia de abrirem um salão de beleza, as meninas se animam e as duas começam a planejar. Valéria pede desculpa a todos pelo o que aprontou, mas todos desconsideram e a parabenizam pela atitude.

No dia seguinte, Carmen e Maria Joaquina convidam Marcelina e Laura para contar a novidade. As meninas se animam com a ideia de montar um salão de beleza. A patricinha diz que quer levar o plano a sério e decide que o salão será na casa abandonada. As garotas acham que não será uma boa ideia montar um salão na sede da Patrulha Salvadora, mas Maria Joaquina não quer desistir. Marcelina avisa as amigas que os meninos não estarão lá durante o dia todo. Jaime, Paulo, Kokimoto, Daniel e Cirilo decidem ir jogar futebol. Os garotos vão até à casa de Mário e o convencem a jogar junto com eles. Ao terminarem a partida, os meninos decidem ir à casa de Cirilo fazer um lanche.

Na casa abandonada, as meninas terminam a decoração para o salão de beleza. Maria Joaquina batiza o lugar de “Espaço MJ” e convida todas as amigas para serem suas clientes. Os meninos se reúnem na casa de Cirilo e comemoram a vitória que tiveram no jogo. Cirilo vai ao quarto e chama Maria Joaquina, pela janela, para contar sobre os gols que fez, mas percebe que a patricinha não está em casa. As meninas começam a receber as primeiras clientes no salão. Do lado de fora da casa, Maria Joaquina se espanta com a fila gigante de meninas que querem ser atendidas.

A riquinha decide contratar Valéria, Bibi, Margarida e Alícia para ajudarem no atendimento. Os meninos chegam à casa abandonada e se espantam com o que encontram. Eles não gostam da ideia das meninas terem transformado o esconderijo em salão de beleza. Os garotos colocam todas as clientes para fora. As meninas ficam furiosas com a atitude dos amigos. Os garotos dizem que elas não tinham autorização para fazer isso. Daniel avisa que teoricamente as meninas não estão erradas, pois também fazem parte da Patrulha Salvadora. Os meninos dão a ideia de montarem uma loja de videogame. Para ser justo, todos decidem dividir o local.

Davi leva sua tartaruga para passear e seu mascote acaba fugindo da caixa. Os meninos preparam os acessórios para abrirem a loja. E as meninas arrumam o salão de beleza, do outro lado da casa. Os clientes começam a chegar. Davi avisa dona Sara (Lilian Blanc), que perdeu a tartaruga Relâmpago. Chateado, o garoto diz que não vai conseguir achar seu animal de estimação. Sua avó fala para o neto pedir ajuda aos seus amigos. O garoto liga para Valéria e conta o que aconteceu. A namorada acalma Davi e diz que irá chamar a Patrulha Salvadora para ajudá-lo.

Valeria conta para Daniel o que aconteceu com Davi. O garoto aciona a Patrulha Salvadora, mas todos estão envolvidos com a loja de games e o salão de beleza. Renê e Helena vão à sorveteria. A professora sente saudade de seus alunos e imaginam o que estejam aprontando. Daniel pede que a Patrulha Salvadora se reúna. O garoto avisa que Davi precisa da ajuda dos amigos. As crianças querem continuar a cuidar dos negócios, mas Jaime tem a ideia de dividir a turma. Uma parte irá ajudar Davi e a outra fica na loja e no salão.

Adriano avisa os amigos que a loja de videogame está se espalhando pela internet e Jaime fica preocupado. A Patrulha Salvadora chega à casa de Davi para ajudá-lo a procurar Relâmpago. O garoto fala aos amigos o quanto gosta de sua tartaruga. Enquanto isso, na casa abandonada, as crianças estão exaustas de tanto trabalhar. Elas se espantam ao saber que fora da casa tem uma fila de clientes que querem devolver os jogos de videogame e receber o dinheiro de volta. Na praça, a Patrulha Salvadora procura Relâmpago, mas não o encontram.

Triste, Davi vai embora e seus amigos o acompanham. Ao chegarem à casa do garoto, sua avó pergunta se conseguiram encontram a tartaruga. Ao olhar no aquário, dona Sara percebe que Relâmpago está lá. Davi estranha e lembra que ao sair de casa para passear com o mascote, sua mãe o chamou e ele esqueceu de pegar Relâmpago e saiu com a caixa vazia. Apesar da distração do amigo, a Patrulha Salvadora fica feliz que tudo tenha terminado bem. Na casa abandonada, as meninas limpam a bagunça que fizeram. Laura cai e esbarra em um tijolo que cai e abre um buraco na parede. As meninas acham um diário velho.

Na casa abandonada, Maria Joaquina, Laura, Valéria e Alícia encontram um diário velho, mas não acham a chave para abri-lo. As meninas se perguntam sobre quem será a dona do diário. As meninas vão à casa de Cirilo para pedir ajuda a José, pois acreditam que ele poderá ajudar abrir o misterioso diário. O pai de Cirilo consegue abrir o cadeado. Na casa de Maria Joaquina, as amigas se reúnem para ler o diário. A patricinha dá início à leitura e as garotas descobrem que o caderno pertence a uma garota, de oito anos, chamada Lola (Mharessa Fernanda). A menina morava com seus pais Olga (Renata Brás) e Laércio (André Fusko). O primeiro dia que Lola escreveu em seu diário, ela contou sobre a morte de seu irmão mais novo, ele havia morrido a uma semana de difteria.

Laura achou a história triste e as meninas questionaram o que seria essa doença e, aproveitando que estavam na casa de Maria Joaquina, resolveram perguntar a Miguel o que seria difteria para entender melhor a história. O doutor explica que a doença é algo muito sério e que hoje em dia existem remédios para o tratamento, mas que no passado quando alguém tinha essa doença, era algo que causava muita preocupação e que muitos não conseguiam sobreviver. Após a explicação de Miguel, as amigas entendem que o diário é antigo, provavelmente dos anos de 1930. Alícia continua a ler a história e as amigas descobrem que Lola e sua família viveram numa época de guerra, onde Getúlio Vargas ainda era presidente do Brasil.

No diário, a garota contava sobre como seus pais eram rígidos e demonstravam preocupação com a proximidade da guerra. Um dia, Laércio comunicou à família que havia sido convocado para servir ao exército durante a guerra. Lola ficou muito triste. Clara percebe a concentração das meninas e pergunta o que estão fazendo. Valéria diz que estão falando sobre a Segunda Guerra Mundial. A mãe de Maria Joaquina conta as meninas sobre essa época. Valéria fala para as meninas irem até a casa abandonada e buscarem mais pistas sobre Lola. Chegando ao local as meninas começam a procurar algo que remeta a garota, mas, enquanto isso, Alícia continua lendo o diário para ajudar nas pistas.

Lola conta que no período que seu pai ficou na guerra os dias se tornaram difíceis e o quanto gostava de ir à sorveteria. No mesmo momento Valéria encontra um cartão de uma loja e as meninas percebem que é de uma antiga sorveteria e que provavelmente é a mesma que Lola visitava com seus pais. Paulo, Kokimoto e Jaime conversam sobre as meninas. Os garotos acham as meninas muito chatas. Marcelina escuta e não concorda com os amigos. Alícia conversa com o dono da sorveteria que costumam frequentar, mas o homem diz que não conhece a antiga sorveteria. As meninas se desanimam e pensam que não conseguirão mais pistas. Valéria continua lendo o diário.

As meninas descobrem que Lola (Mharessa Fernanda) recebeu uma carta de seu pai com a notícia de que estava tudo bem e que eles estavam ganhando a guerra. Firmino encontra com as garotas e diz que está sentindo falta de todos os alunos. As meninas o convidam para conversar e tomar um chá. Na casa do porteiro, Laura deixa escapar sobre a história de Lola. As amigas contam a Firmino sobre o diário que acharam e mostram o objeto e o cartão da sorveteria ao porteiro. Firmino, ao olhar o cartão, diz que conhecia essa sorveteria e que foi lá quando era mais jovem. Valéria, Alícia e Maria Joaquina vão à casa de Jaime e pedem ajuda ao amigo. As garotas contam ao garoto que a mecânica de seu pai era uma sorveteria no passado. Rafael confirma a história e diz que o antigo dono do imóvel deixou um baú cheio de coisas guardadas.

As amigas ficam felizes e pedem para ver o objeto, assim poderão procurar pistas no baú. Alícia encontra uma caixa que tem cravado na madeira o nome de Lola. Maria Joaquina abre o objeto e encontra um kipá e desconfiam que a garota fosse judia. Dentro da caixa as meninas também encontram uma foto e uma carta que diz: “Sr. Antônio da sorveteira, confio muito no senhor como amigo, por isso peço que esconda essa caixinha num lugar bem seguro. São coisas importantes de uma família que está hospedada na minha casa. Eles chegaram da Europa e estão muito assustados, lá estão acontecendo coisas terríveis. Eles não querem que ninguém saiba que estão aqui e muito menos que são judeus. Por favor, me ajude a guardar este segredo e as lembranças desta família.

Assinado, Lola”. Valéria conta para as amigas que um dia Davi lhe contou que nesta época os judeus foram muito perseguidos. As garotas decidem voltar à casa abandonada para procurar mais pistas. Elas abrem a passagem secreta e descobrem debaixo de uma cama um desenho com o nome da família que ficou abrigada na casa de Lola. Maria Joaquina quer achar mais respostas e volta a ler o diário. Certo dia Lola escreveu que um soldado havia aparecido em sua casa com a notícia de que seu pai estava muito ferido e que logo seria enviado de volta. As garotas conversam e ficam chateadas por Lola. De repente, Paulo chega na casa abandonada e pergunta o que elas estão fazendo ali. As garotas dizem que estão em um encontro de meninas. O encrenqueiro avisa que ficará de olho e vai embora.

Paulo conforta Jaime e diz que está tudo bem dentro da casa abandonada e que as meninas só estavam conversando. Jaime acha que tem algo estranho acontecendo. Valéria tem a ideia de ir até a casa de Davi, pois como eles são judeus podem ter alguma relação com a família que Lola abrigou em sua casa. A garota acha que a dona Sara (Lilian Blanc) pode reconhecer alguém na foto que acharam. Ao chegarem à casa de Davi, as meninas conversam com a avó do garoto, mas ela não pode ajudar, pois não reconhece ninguém da foto e diz que nunca ouviu o nome daquelas pessoas. Ao ir embora, Davi questiona Sara sobre o que as meninas queriam com ela, mas sua avó diz que prometeu que não contaria nada a ninguém. Alicia volta a ler o diário e Lola continuava escrevendo o quanto sentia falta de Laércio (André Fusko). A garota contou que o oficial voltou à sua casa para dar a notícia que o estado de saúde de seu pai havia piorado e que ele só voltaria para a casa quando estivesse recuperado.

Alícia queria continuar lendo a história, mas as páginas estavam todas borradas. As amigas ficaram tristes, pois não conseguiriam saber o final da história. No dia seguinte, Valéria fica tentando decifrar as páginas do diário e descobre que Lola estudou em um colégio chamado Nossa Senhora das Dores. A garota foi correndo contar a novidade para Laura, Alícia e Maria Joaquina. Paulo e Jaime vão à casa de Davi e forçam o garoto a contar o que as meninas foram fazer lá. Mas o namorado de Valéria diz que elas não revelaram o assunto. As meninas decidem descobrir onde fica o colégio que Lola estudou e Valéria lembra que Helena teve uma bisavó que foi professora e que pode ajudar. As amigas vão á casa de Helena e contam toda a história. Paulo e Jaime descobrem onde as meninas estão e tentam espioná-las. Helena fica surpresa com a descoberta de suas alunas, diz que aquele diário é algo muito valioso e mostra o caderno para Cristina (Cris Bonna).

Valéria conta a Helena e Cristina sobre o nome do colégio onde Lola estudou. Cristina fica surpresa ao escutar o nome da escola e revela as meninas que Lola foi aluna de sua avó. A mãe da professora Helena mostra à foto da garota as meninas. Cristina lembra que Lola tinha uma história muito triste, mas que não sabe o que aconteceu com ela e sua família. Ao guardar o álbum de fotos, Cristina deixa cair um papel e ao pegar percebe que é uma carta de Lola para sua avó. Animadas, as meninas pedem para ela ler. “Querida professora, faz algum tempo que não nos falamos, mas tenho boas notícias. Estou morando com a minha mãe no interior, as coisas por aqui são bem mais tranquilas e todo mundo conhece todo mundo. Então, todos se preocupam com todos.

A única coisa triste de ir embora foi deixar o meu diário para trás, mas eu tinha esperança de que algum dia alguém o encontrasse para conhecer tudo o que eu passei naquela casa. Antes de sair de casa, senti vontade de passar por todos os lugares que fizeram parte de toda a minha vida, senti um aperto muito grande ao lembrar dos meus amigos que moravam em nossa casa, como se fossem parte da família. Depois de um tempo, achei que seria bom ficar para trás tudo de triste que aconteceu em minha vida. E eu ia levar comigo um caderno novo, todo branquinho, pronto para receber novas histórias. Eu mal sabia que a primeira página do meu novo diário teria a história mais feliz de todas”. Lola termina a carta dizendo que seu pai havia voltado da guerra bem e feliz. As meninas ficam felizes pelo final que teve a história de Lola.

Após conhecerem a história de Lola (Mharessa Fernanda), as garotas voltam para suas casas felizes por terem uma família e reconhecem o quanto seus pais são valiosos. No dia seguinte, todas as crianças se reúnem na casa abandonada. As meninas contam a história de Lola para os garotos. Helena convida o seus alunos para uma visita em sua casa e diz que prepara uma surpresa. As crianças chegam ansiosas na casa da professora. A caminho da casa de Helena, Firmino e Graça encontram Renê. O professor diz que precisa resolver alguns problemas e que aparecerá mais tarde na casa da namorada. Helena revela aos alunos que fez um anuário para a turma do terceiro ano. As crianças ficam felizes ao ver as fotos e adoram a surpresa. Firmino, Graça, os alunos e Helena relembram diversos momentos que passaram juntos.

Todos elogiam o amor de Helena e Renê. A professora fica tímida. Renê chega à casa de Helena com um buquê de flores, as crianças se animam e pedem um beijo entre os professores. Chega o dia do casamento de Rabito e Maria Antonieta. As meninas decoram toda a praça para a cerimônia. A noiva chega ao local. Jorge e Mário acompanham os cachorros até o altar. Jaime realiza a celebração. Ao final da cerimônia, Cirilo convida Maria Joaquina para dançar e a patricinha aceita. Todos comemoram. Na manhã seguinte, Paulo acorda de uma maneira diferente. O garoto faz elogios ao sol e trata sua mãe muito bem. Lilian (Gabriela Freitas) estranha o comportamento do filho. Olívia, como sempre, chega irritada ao colégio, Firmino e Graça tentam acalmá-la, mas não conseguem.

Kokimoto vai à casa de Paulo e estranha o comportamento do amigo e pergunta o que está acontecendo. O encrenqueiro lembra que na noite anterior, Marcelina ganhou uma varinha. Ao irritá-la, sua irmã lançou um feitiço de amor nele e depois disso ele acordou estranho. Koki acha a história intrigante. Paulo acha que o feitiço deu certo, pois está com uma sensação estranha no peito. Kokimoto revela que seu amigo pode estar sofrendo de “apaixonite aguda”. Olívia chama Firmino e Graça na diretoria para uma conversa. Os funcionários ficam com receio do que a diretora irá falar. Paulo não admite estar apaixonado, mas Kokimoto garante que o sintoma é de paixão. O encrenqueiro diz não saber por quem está apaixonado e o samurai tem a ideia de fazer um teste técnico.

Olívia conversa com Firmino e Graça. A diretora diz que os funcionários precisam começar a se preocupar com a arrumação da escola. O porteiro e a faxineira dizem que é muito cedo para pensarem nisso, mas a diretora não se importa. Olívia distribui uma lista de tarefas. Paulo e Kokimoto vão à casa de Valéria e encontram a garota com Bibi e Marcelina. Os garotos querem encontrar a menina que Paulo está gostando. O encrenqueiro senta em frente a Bibi e fica a observando, mas não sente nada e os amigos descartam a garota. Olívia continua irritada e briga com os funcionários por eles estarem limpando a sala do terceiro ano. Porém, Olívia esquece que foi ela mesma que mandou o porteiro e a faxineira limparem o local. Alícia chega à casa de Valéria e encontra Paulo na sala, o encrenqueiro fica encantando pela amiga, mas Koki não percebe e chama Paulo para ir à casa de Maria Joaquina para ver se ela é a garota.

Ao chegarem à casa de patricinha, os meninos ficam entediados com a conversa da riquinha e Paulo garante que não está apaixonado por ela. Firmino escuta uma conversa de Olívia por telefone, atrás da porta. A faxineira e o porteiro percebem a irritação da diretora e ficam preocupados. Paulo e Koki vão à casa de Carmen e encontram a garota com Laura. Paulo não sente nada por nenhuma das duas e os meninos decidem ir embora. Firmino entra na diretoria para limpar e vê Olívia chorando. A diretora diz que não está bem e o porteiro diz que ela pode contar com ele e Graça sempre que precisar. Olívia atende ao telefone e sai correndo, Firmino fica preocupado. Todas as crianças se reúnem na casa abandonada, Jaime diz que eles precisam começar a pensar em um plano para receber a nova professora.

As crianças distribuem as funções para começarem a colocar o plano em prática. As meninas ficam responsáveis por comprar elásticos e tachinhas e os meninos por comprar laxante. Jaime vai à farmácia comprar o remédio, quando vê Olívia chegando ao local. O garoto se esconde e a observa. A diretora vai embora e Jaime volta ao balcão. O farmacêutico pergunta o que ele estava fazendo escondido e o garoto diz que estava esperando Olívia ir embora. O homem compreende e diz que sabe que não é fácil lidar com o Alzheimer. Jaime se assusta e acredita que o farmacêutico estava falando da diretora Olívia. Kokimoto percebe que Paulo está apaixonado por Alícia e fala ao amigo.

O encrenqueiro fica desesperado. Jaime vai à casa de Maria Joaquina e conta que foi á farmácia e descobriu que Olívia tem Alzheimer. Furioso, Paulo discute com Marcelina. Ele a culpa por estar apaixonado e pede para que a irmã desfaça o feitiço. A garota diz que a varinha era de brincadeira e que não jogou feitiço nenhum no irmão. Maria Joaquina acredita que Jaime esteja enganado e que Olívia não está doente. Paulo encontra a varinha e a rouba de Marcelina. Miguel explica para Jaime o que é Alzheimer e tenta tranquilizar o garoto. O pai de Maria Joaquina garante que Olívia não tem essa doença.

Paulo analisa a varinha que roubou de Marcelina. O garoto tenta descobrir qual é a palavra mágica para usar o objeto, mas não consegue. Firmino fala para Graça que Olívia não voltará mais na escola, mas a faxineira se preocupa em terminar logo os serviços caso a diretora decida voltar. Preocupado com a saúde de Olívia, Jaime decide espionar a diretora para entender o motivo que a fez voltar para casa e não para a escola. Na casa abandona, Paulo e Kokimoto conversam. No mesmo momento chegam às amigas Alícia, Bibi e Carmen. Alícia é grossa com Paulo, que não revida a ofensa. Jaime espiona Olívia e vê uma velhinha e um rapaz vestido de branco saírem da casa da diretora. Olívia leva a senhora para passear. Paulo concorda com Marcelina e acredita que não tenha sido enfeitiçado. O garoto admite estar apaixonado.

Kokimoto fala ao amigo que ele foi mordido pelo bichinho do amor, mas que existe um jeito infalível de afastar as mulheres. Olívia leva sua mãe, Amélia (Amélia Bittencourt), para passear no parque. A senhora briga com a diretora no meio da rua e não se lembra de que Olívia é sua filha. Jaime observa a cena e acredita que a velhinha seja uma aluna em suspensão que Olívia prendeu em sua casa. Jaime até a casa da Maria Joaquina para contar o que descobriu. A patricinha se irrita, pois Jaime não entende o que está acontecendo. Maria Joaquina explica ao amigo que a velhinha pode ser a mãe de Olívia, que está com Alzheimer. Kokimoto cola pelos no corpo de Paulo e diz que as mulheres odeiam homens com muitos pelos. O samurai ainda pede ao amigo fazer 50 polichinelos para ficar bem suado.

Kokimoto também serve para Paulo um prato com cebolas, alhos, feijão e repolho. Jaime vai à escola com Maria Joaquina e conta para Firmino e Graça o que descobriu sobre Olívia. O porteiro fica preocupado com a situação e a faxineira fica chateada por ter xingado Olívia algumas vezes. Maria Joaquina diz que eles precisam pensar em uma forma de ajudar a diretora. Na sorveteria, Bibi, Alícia e Carmen conversam e tomam sorvete, quando sentem um cheiro ruim no ar. Paulo entra no local e pergunta a Alícia o que ela acha dele. A garota diz que no estado que ele está, o acha fedido. O encrenqueiro e Kokimoto comemoram o fato de Alícia não gostar de Paulo. No mesmo momento o garoto fica triste, pois ele sente que ainda gosta da amiga. Em sua casa, Paulo sonha com Alícia e acorda irritada por não pensar em outra coisa.

Kokimoto chega à casa do amigo e diz que ele precisa tirar esse sentimento do coração. Jaime e Maria Joaquina vão até a casa de Helena e contam o que descobriram sobre Olívia e sua mãe, a professora fica preocupada. A patricinha diz que quer ajudar Olívia. Helena revela que sabe exatamente o que fazer. Graça e Firmino se preparam para um passeio. Paulo quer colocar um ponto final em sua paixão e decide conversar com Alícia. Kokimoto tenta impedir o amigo, mas não consegue. Na casa abandonada, Bibi e Alícia conversam e Paulo chega e pede para falar com Alícia, mas acabado dizendo que não gosta da amiga.

A garota fica sem entender, mas Paulo fica feliz em conseguir dizer isso. Davi espiona Olívia. A diretora sai para mais um dia de passeio com dona Amélia. O garoto avisa Valéria que Olívia saiu de casa. Na praça, todos se reúnem para um piquenique e esperam a diretora e sua mãe para a grande surpresa. Ao chegar no local, Olívia se espanta e estranha ao ver todos os alunos e funcionários da Escola Mundial. Helena conta para Olívia o que descobriram. As crianças dizem para a diretora que ela pode contar com cada um deles e que todos são seus amigos. Olívia se emociona com a demonstração de carinho e agradece a todos pelo momento.

Todos aproveitam o piquenique e brindam. Dona Amélia chama de netos os alunos de Helena. A diretora elogia a professora pelo comportamento das crianças e diz que só ela consegue acalmá-los. Olívia marca uma reunião com Helena na escola, para o dia seguinte. Amélia pede um copo de água, Helena se vira para pedir a Renê, mas não encontro o namorado. Ao ir procurá-lo a professora escuta uma conversa do professor, que termina a ligação dizendo querida. Ao perguntar quem era Renê diz a Helena que era um amigo. A professora desconfia da atitude do professor. Rosa tem a ideia de combinar com todas as mães dos alunos para fazerem uma cesta de doces para dar para Olívia. Valéria adora a ideia.

No dia seguinte, Clara conversa com Maria Joaquina sobre a iniciativa que a mãe de Valéria teve. A mãe da patricinha fala à filha que as duas meninas entregaram a cesta juntas. Valéria e Maria Joaquina não gostam da ideia. Cristina percebe que Helena está estranha e pergunta o que aconteceu. A filha diz sobre o telefonema que Renê recebeu e sua mãe a tranquiliza. Olívia chega à escola animada, feliz e com uma nova roupa toda colorida. Ao falar com Graça e Firmino a diretora é gentil e seus funcionários se espantam com tanta delicadeza. O porteiro vai à diretoria e Olívia agradece a dedicação de Firmino por todos os anos de trabalho e pede desculpas por, às vezes, ter sido tão dura. O funcionário fica feliz e agradecido ao ouvir todos os elogios.

Helena fica triste com Renê por ele ter desmarcado o encontro que teriam. Ao olhar pela janela, a professora se surpreende. Cirilo e Davi encontram Renê na praça e o convidam para jogar bola. O professor diz para os meninos que terá um compromisso e que eles podem ajudá-lo. Helena recebe em sua casa diversos vasos de flores e Cristina fica surpresa. Renê envia uma carta que diz: “Helena, te mandei todas essas margaridas caso você tenha alguma dúvida do meu amor. Faça mal me quer e bem me quer com todas as pétalas, a última será bem me quer. Mas eu gosto de você e não quero torturá-la com essa chatice, além do que eu tenho certeza que você iria se perder na ordem. Então, encontre comigo às quatro horas, na estação do trem.

Eu vou tirar sua dúvida de uma vez por todas”. Helena diz à mãe que uma vez comentou com Renê sobre sua vontade de andar no trem Maria Fumaça. Cristina desconfia que o namorado de sua filha vá fazer uma surpresa muito especial. Renê vai à casa de Firmino. O porteiro conta sobre os elogios que Olívia fez para ele. O professor conta a Firmino que fará uma viagem de trem com Helena e que precisa da ajuda do amigo para a surpresa. Firmino se dispõe a ajudá-lo. Ansiosa, Valéria espera Maria Joaquina para irem juntar entregar a cesta para Olívia. A patricinha se atrasa e as duas amigas se desentendem, mas Rosa não permite que as garotas briguem. Cirilo, Davi e Firmino vão com Renê até uma loja de roupas. Os três amigos ajudam o professor a escolher a roupa ideal.

Helena se prepara para ir ao encontro de Renê, mas antes passará na escola para a reunião com Olívia. A mãe de Helena acredita que o genro pedirá a mão de Helena em casamento. Cirilo, Davi, Renê e Firmino chegam à estação de trem. O professor fica apreensivo, mas o porteiro tenta acalmá-lo. Olívia diz a Helena que desde o piquenique sua mãe está mais animada. A professora elogia os cuidados da diretora com dona Amélia. Olívia pede a Helena que faça um levantamento. Ao sair, a diretora pede desculpa à professora por tudo o que ela fez, pois sabe o quanto foi injusta com Helena no decorrer do ano. As duas se emocionam e se abraçam.

Maria Joaquina e Valéria chegam à Escola Mundial. Valéria vê um vulto e tem certeza que era Suzana. Emocionada, Helena agradece Olívia por tudo. As meninas encontram Helena na escola e falam sobre a cesta que as mães das alunas fizeram. A professora acha um gesto muito bonito. Helena percebe que Valéria está assustada e pergunta o que aconteceu. A menina diz que tem certeza que viu Suzana na escola. Maria Joaquina e Valéria discutem. Helena aparta a briga e as duas amigas se abraçam. Suzana, escondida, observa tudo. Na estação de trem, os garotos e Firmino desejam sorte a Renê e resolvem ir embora. O professor está com medo de que Helena não apareça.

Na escola, Helena termina o levantamento que Olívia pediu. Do lado de fora, Suzana tranca a porta da sala dos professores e Helena não percebe. Ao tentar sair, a doce professora percebe que está trancada. Helena pede ajuda, mas ninguém a escuta. Helena se preocupa com o horário, pois tem medo que Renê pense que ela não aceitou o convite. As meninas entregam a cesta a Olívia e a diretora agradece o gesto das garotas. Renê fica preocupado com a demora de Helena. O professor tenta ligar em seu celular, mas ela esqueceu o aparelho em casa. Suzana aparece na estação de trem e surpreende Renê. O professor se irrita ao ver a megera. Suzana diz que precisa conversar com ele. Renê deixa Suzana falando sozinha. Graça diz a Maria Joaquina e Valéria que está ouvindo um barulho estranho. As três escutam Helena pedindo socorro.

Graça tenta abrir a porta, mas não consegue. Triste, a professora fica tensa em não conseguir chegar a tempo de encontrar seu namorado. Suzana insiste em querer conversar com Renê. A megera fala ao professor que o ama, mas Renê diz que o que ela sente é obsessão. O professor fala que sempre a viu como uma amiga e pede para ela parar de investir em algo que não existe. Suzana pede a Renê para largar Helena e ficar com ela. O professor pede à megera que vá embora. Firmino chega à escola e se depara com toda a situação. O porteiro se dá conta que as suas chaves não estão com ele e busca sua caixa de ferramenta para tentar abrir a porta.

Firmino consegue abrir a porta e ao sair da sala, Helena enrosca seu vestido na maçaneta e o rasga. Valéria dá a sugestão para a professora usar o vestido que usou no acampamento da escola. Sem escolha, Helena corre para se trocar. Suzana não se cansa de tentar conquistar Renê. Irritado, o professor pede para ela parar. A megera diz que tudo o que fez foi por amor. Maria Joaquina, Graça, Valéria e Helena tentam chegar à estação de trem, mas o trânsito não permite que elas cheguem rápido ao local. Suzana pede uma chance a Renê e diz que ela fará com que ele esqueça a namorada.

A vilã se ajoelha aos pés do professor. Desesperada, por não conseguir chegar rapidamente na estação, Helena decide ir a pé. Suzana diz para Renê que ele não conhece Helena da maneira que ela conhece. O professor diz que ama sua namorada. Enquanto isso, Helena corre contra o tempo para chegar ao trem. Renê pede para a megera ir embora e diz que seu coração escolheu Helena. Suzana agarra Renê e lhe beija. Helena chega na estação e flagra o beijo dos dois. A professora fica desolada e sai correndo. Renê percebe a presença de Helena e sai correndo atrás dela.

Valéria acredita que Suzana tenha trancado Helena na sala dos professores. Graça vê Helena sentada e chorando na praça. A professora explica o que viu e todos ficam irritados com Renê e Suzana. Triste, Renê chega ao colégio e conta a Firmino o que aconteceu. O porteiro tenta acalmá-lo, mas Renê acha que não terá volta. Firmino fica furioso e diz a Renê para ele não desistir. Cristina não acredita que Renê tenha culpa no que aconteceu e acha que a história está muito mal contada. Helena diz que não quer ver Renê por um bom tempo. Firmino conta a Olívia o que aconteceu com Helena e Renê. Furioso, Renê vai à casa de Suzana e pede para conversar com a megera.

Irritado, o professor jura que se a professora continuar perseguindo ele e Helena, a denunciará. O namorado de Helena vai até a casa de Helena, mas Valéria impede que ele entre e bate a porta na sua cara. Cristina aconselha Helena a não ver Renê nesse momento. A professora decide ir atrás de seu namorado, pois quer saber o que ele tem a dizer. Helena encontra Renê na praça e diz que está disposta a ouvir as explicações do amado. Olívia fica preocupada com a situação do relacionamento entre Renê e Helena e pede para Firmino ajudar os dois de alguma maneira. Renê explica o motivo de ter planejado tudo e mostra as passagens que havia comprado para os dois viajarem de trem. O professor jura que Suzana o pegou de surpresa e que ele não queria aquele beijo. Renê fala a Helena que todo o amor que sente é dela.

O casal se beija. Valéria conta a todos que viu os professores se beijando. Helena diz que está magoada. O professor diz que a história deles não pode acabar por causa de Suzana. Helena diz a Renê que precisa pensar. Ao voltar para a sua casa, Helena diz a todos que eles deram um tempo. Firmino encontra Renê na praça. O professor diz que Helena entendeu o que aconteceu, mas não o perdoou. No dia seguinte, Davi conta a Jaime a história da noite anterior. Irritada, Valéria acredita que Renê seja culpado por tudo o que aconteceu. Triste, Helena confessa a Cristina que não sabe se fez a escolha certa.

Sua mãe conta que as histórias de amor não são perfeitas e quando o amor é verdadeiro, ele passa por cima de todos os obstáculos. Cirilo tenta acalmar Valéria. O garoto faz a espoleta menina entender que Helena e Renê só ficarão felizes juntos. Cirilo dá a ideia de eles escutarem a versão do professor. Os amigos encontram Renê na sorveteria. As crianças estão dispostas a ajudar o professor a reconquistar Helena e contam o plano que tiveram a ele. Em sua casa, Helena não para de pensar em Renê. Adriano visita sua professora e diz que não gosta de vê-la triste, Helena promete que tudo ficará bem. Renê adora a ideia das crianças e todos decidem colocar o plano em prática.

Último capítulo: Após uma aposta na loteria, José Rivera se torna milionário e compra um mini carro, semelhante ao de Jorge, para seu filho. Então, os alunos planejam uma corrida entre Cirilo e Jorge, mas com medo de perder, Jorge contrata seus primos para estragar o carro de Cirilo e adapta o seu para atrapalhar o garoto durante a disputa. Maria Joaquina descobre o plano de seu amigo e decide ajudar, de forma secreta, Cirilo na corrida. Portanto o garoto vence a competição, descobre a verdade e recebe um beijo de Maria Joaquina, que se torna sua amiga.

Os pais de Carmem fazem as pazes e Frederico consegue um bom emprego, Mário Ayala reconcilia com sua madrasta Natália e se tornam amigos, Adriano resgata Chulé após uma tentativa desesperada de fuga, Valéria e Davi fazem um juramento de casamento, Margarida pede Daniel em namoro mas o garoto recusa e entram em consenso, Matilde viaja para África em uma missão espiritual, Tom e Glória se mudam para o interior, o pai de Clementina a leva para morarem juntos, Abelardo volta para casa após fugir com Paulo e os alunos descobrem que, no passado, a casa abandonada era residência de uma família judia que estava fugindo da Segunda Guerra Mundial.

A prova final dada por Olívia assustou Cirilo, Mário, Laura, Paulo e Jaime. Em uma tentativa desesperada de roubar o teste, eles são observados por Firmino, que os ajudam a estudar. De forma honesta, todos os alunos são aprovados porém Jorge, para se vingar de sua derrota na corrida, avisa a diretora sobre a tentativa do roubo. Entretanto, Firmino explica aos pais que não houve nenhuma injustiça e as crianças são perdoadas. Helena e Renê se casam em estação de trem. Suzana quer se vingar de Helena, que está namorando Renê, e envia fotografias para os pais dos alunos uma vez que é proibido o relacionamento entre professores. Em uma discussão entre Suzana e Helena na sala dos diretores, Valéria, que presenciava a situação, ativou o microfone da escola e todos descobriram a história.

A professora foi demitida e ficou vigiando os planos de Renê e Helena. Nas férias, as crianças descobrem que a mãe de Olívia sofre de alzheimer e por isso, a diretora é tão sereva. Os alunos preparam uma surpresa para elas e as emociona. Olívia pede desculpa por ter sido tão brava e reconhece o amor dos alunos.
Renê prepara uma surpresa para Helena porém Suzana os atrapalha, prende sua inimiga e segue o professor para tentar conquistá-lo. Após conseguir se soltar, Helena vai até o local de encontro, a ferroviária, mas surpreende Suzana o beijando à força. A professora foge de Renê e se sente traída. Os alunos tentam ajudar os dois e preparam uma surpresa: as crianças colocam placas soletrando as frases “me perdoa” e “casa comigo”. Helena se emociona e aceita o pedido. Renê e Helena se casam em uma estação de trem.

A novela termina em um sonho das crianças sobre o futuro: Daniel funda um centro de ajuda às crianças carentes sob o nome de Patrulha Salvadora; Kokimoto muda-se para o Japão e se torna um samurai; Paulo se elege à deputado federal; Marcelina trabalha como assessora pessoal de seu irmão; Alícia conduz-se à carreira de piloto; Bibi se estabelece na carreira de atriz; Jorge, solitário, fiscaliza os valores da bolsa; Carmem realiza seu desejo de ser professora; Jaime segue como futebolista; Mário se torna veterinário; Davi casa com Valéria, apresentadora de televisão, e é pai de trigêmias; Laura integra-se como novelista; Adriano constrói sua estação lunar; Margarida trabalha como modelo e Maria Joaquina é sua estilista, agora casada com Cirilo, neurocirurgião.

Fechar

Fonte: Resumo Novelas do SBT Carrossel 2015 Resumo dos próximos capítulos Carrossel SBT